Encontro em Feira de Santana aproxima especialistas e empresários da indústria de plástico

Vista aérea de Feira de Santana. Município apresenta elevado nível de violência.
Vista aérea de Feira de Santana. Município apresenta elevado nível de violência.

Empresários do segmento de Transformação Plástica participaram, nessa terça-feira (11/04/2017), de um encontro com especialistas. O evento, que integra a iniciativa Sebrae Conecta, aconteceu no Hotel Acalanto, em Feira de Santana, e apresentou aos participantes informações sobre inovações do setor, sistemas para reduzir gastos e as soluções do Sebrae voltadas para o segmento em que atuam.

Em sua apresentação, o engenheiro e consultor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Paulo Nunes, falou sobre a aplicação da eficiência energética na Indústria de Transformação de Plástico, ou seja, o uso de práticas e equipamentos capazes de reduzir o consumo e o desperdício de energia nestas empresas. Para ele, a conscientização do empresário é fundamental para tornar o empreendimento mais eficiente. “Às vezes, o problema não está só no mercado, e sim na nossa própria casa, quando estamos consumindo mais energia do que deveríamos. Empresas energeticamente eficientes ganham em competitividade e reputação, diminuem riscos e liberam recursos para investimentos em outras prioridades”, pontuou.

Ao traçar um panorama com tendências e oportunidades da indústria de plástico no Brasil, o especialista Manoel Alpire, consultor em Plásticos e Aditivos, apresentou dados de consumo mundial do produto, novas apostas em materiais e expectativas para o segundo semestre. Segundo ele, de 2015 para 2016 o Brasil teve destaque mundial no aumento do consumo por indivíduo, passando de 23kg/ano para 46kg/ano, sendo consumido principalmente pelo setor da construção civil, seguido do setor de alimentos (embalagens) e automobilístico (autopeças). No país, 95% dos negócios de transformação de plástico são Micro e Pequenas Empresas, respectivamente 72% e 23% em cada. No campo das inovações tecnológicas, destaque para as novas maneiras de uso de poliolefinas, chamado por Manoel de “plástico bom negócio”, e investimentos no polímero sendo produzido com gás carbônico, “um sonho virando realidade”, sugere o consultor.

Sebrae Conecta

O próximo passo do Sebrae Conecta é captar empresas para obterem o acompanhamento da ferramenta de Melhoria do Desempenho Empresarial (MEDE), que conta com 10 meses de assessoria gerencial associada a 80 horas de consultoria. Em 2016, este plano de atendimento especializado do Sebrae resultou numa satisfação de 89% das empresas acompanhadas, que obtiveram números excelentes para a melhoria de resultados, desde redução de desperdícios ao aumento do faturamento e ganho efetivo de produtividade. O Sebrae Conecta inclui ainda missões empresariais, ações de inovação e tecnologia, aproximação com âncoras, compradores e fornecedores através de showrooms e rodadas e encontros de negócios.

O empresário Tiago Motta, da fábrica de peças plásticas Realce Industrialização, conta que participou de outro programa da instituição há dois anos, o Sebraetec, ferramenta que permite às empresas acessarem conhecimentos tecnológicos e de inovação para fortalecerem seus negócios. A experiência foi positiva e resultou no desenvolvimento de um novo produto para a fábrica de luminárias e peças para eletrodomésticos. Agora, a intenção de Tiago é participar do MEDE e, assim, realizar dois novos projetos. “Participo de muitas coisas relacionadas ao desenvolvimento da categoria e do segmento de plástico. Achei interessante o evento, por conta da presença do especialista, pois é importante você estar vendo novas ideias, novos conceitos e processos. E também entendi um pouco mais sobre o MEDE e o que ele pode trazer de resultado efetivo para a minha empresa”, afirma.

Para o técnico do Sebrae, Eduardo Simas, o encontro cumpriu seu objetivo ao oferecer um espaço para troca de experiências, networking e conhecimento, por meio da relevante contribuição dos especialistas e para o esclarecimento de dúvidas sobre soluções do Sebrae, através da presença de técnicos da instituição e do consultor que deverá acompanhar o grupo. “Através desta discussão estratégica, abrimos possibilidades de bons negócios para o fortalecimento das indústrias do segmento”, pontuou.

Também estiveram no encontro representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias (Sindustriário), do sindicato da categoria (Sindiplasf) e do programa Feira Empreende. O Encontro com o Especialista é resultado da parceria do Sebrae com o Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai CIMATEC) e o Sindicato das Indústrias de Artefatos de Plásticos, Borrachas, Têxteis, Produtos Médicos Hospitalares, Odontológicos, Veterinários, Linha De Montagem (Sindiplasf).

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112699 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]