Editora da Playboy Brasil emite nota repudiando atitudes que desrespeitam a mulher e declarando afastamento do sócio André Sanseverino

Playboy é uma revista de entretenimento erótico direcionada para o público masculino. Foi fundada em 1953 por Hugh Hefner. A primeira edição norte-americana teve na capa a atriz Marilyn Monroe, sendo levada curiosamente às bancas sem número na capa da edição, pois seu criador não tinha certeza de sua continuação. Na época do lançamento, a revista destacou-se como pioneira na exibição de fotografias de mulheres nuas.
Playboy é uma revista de entretenimento erótico direcionada para o público masculino. Foi fundada em 1953 por Hugh Hefner. A primeira edição norte-americana teve na capa a atriz Marilyn Monroe, sendo levada curiosamente às bancas sem número na capa da edição, pois seu criador não tinha certeza de sua continuação. Na época do lançamento, a revista destacou-se como pioneira na exibição de fotografias de mulheres nuas.
Playboy é uma revista de entretenimento erótico direcionada para o público masculino. Foi fundada em 1953 por Hugh Hefner. A primeira edição norte-americana teve na capa a atriz Marilyn Monroe, sendo levada curiosamente às bancas sem número na capa da edição, pois seu criador não tinha certeza de sua continuação. Na época de seu lançamento, a revista destacou-se como pioneira na exibição de fotografias de mulheres nuas.
Playboy é uma revista de entretenimento erótico direcionada para o público masculino. Foi fundada em 1953 por Hugh Hefner. A primeira edição norte-americana teve na capa a atriz Marilyn Monroe, sendo levada curiosamente às bancas sem número na capa da edição, pois seu criador não tinha certeza de sua continuação. Na época do lançamento, a revista destacou-se como pioneira na exibição de fotografias de mulheres nuas.

Em nota, emitida no domingo (23/04/2017), a PBB Editora S.A, empresa responsável pela publicação da Playboy Brasil, informa que repudia atitudes que desrespeitam a mulher e que decidiu pelo afastamento do sócio André Sanseverino, por prazo indeterminado. A nota foi motivada por denúncia de assédio sexual protagonizado por diretores da editora.

Segundo reportagem do programa Fantástico, veiculada no domingo (23) na Rede Globo de Televisão, modelos acusam de assédio sexual dois empresários que são donos da PBB Entertainment, detentora dos direitos de publicação no Brasil da revista Playboy. Segundo a denúncia, André Luís Sanseverino e Marcos Aurélio de Abreu Rodrigues e Silva prometiam fama e sucesso em trabalhos como modelo e atriz, mas, em troca, queriam sexo e fotografias nuas das candidatas a estrelato. As mulheres foram contratadas em 2016 para trabalhar como recepcionistas em um evento como personagens clássicas da revista, as “coelhinhas”.

Confira a ‘Nota de Esclarecimento’

A PLAYBOY BRASIL declara que repudia toda forma de desrespeito contra a mulher.

Informamos que decidimos pelo total afastamento do sócio André Sanseverino, por prazo indeterminado, de quaisquer atividades relacionadas à PLAYBOY.

Assim, qualquer declaração dada por André Sanseverino não reflete em absolutamente nada os valores da PLAYBOY. O mesmo encontra-se afastado da empresa e não responde mais pela mesma.

Acreditamos de forma franca e honesta que ele deverá colaborar para elucidar os fatos até que as denúncias sejam apuradas.

A PLAYBOY, ao longo de sua história, vem coadjuvando em defesa e em busca da liberdade e empoderamento das mulheres, não somente no Brasil, mas em todo o mundo. E não será diferente neste momento.

Atenciosamente,

PBB EDITORA S.A

São Paulo, 23 de abril de 2017.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9607 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).