Deputado Targino Machado defende greve geral e critica membros do Governo Temer por envolvimento em atos de corrupção do Caso Lava Jato

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Targino Machado critica reformas trabalhista e previdenciária, envolvimento em atos corrupção do presidente da República e de membros do Governo Temer, e defende greve geral.
Targino Machado critica reformas trabalhista e previdenciária, envolvimento em atos corrupção do presidente da República e de membros do Governo Temer, e defende greve geral.
Targino Machado critica reformas trabalhista e previdenciária, envolvimento em atos corrupção do presidente da República e de membros do Governo Temer, e defende greve geral.
Targino Machado critica reformas trabalhista e previdenciária, envolvimento em atos corrupção do presidente da República e de membros do Governo Temer, e defende greve geral.

Em pronunciamento realizado nesta terça-feira (25/04/2017), na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Targino Machado (PPS) conclamou a classe trabalhadora a aderir à greve geral, programada para sexta-feira (28), criticou as propostas de reformas trabalhista e previdenciária em trâmite na Câmara dos Deputados, além de citar o envolvimento do presidente Michel Temer (PMDB/SP) e de oito ministros do governo em atos de corrupção, decorrente do Caso Lava Jato, situação revelada por delatores da Odebrecht.

— Na próxima sexta-feira (28) vai acontecer a paralisação geral e precisa ser um sucesso, afinal a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência são um absurdo! Tão absurdo quanto estar no cume do poder da República um presidente e oito ministros denunciados pelos delatores da Lava Jato e investigados pela própria Lava Jato. Também é absurdo políticos e partidos políticos envolvidos até o pescoço nessa lama da corrupção fazendo convites à população para participar do ato do dia 28. Isso é um perfeito ato teatral. É preciso que esses políticos e esses partidos se envergonhem disso e deixem para o povo a tarefa de protestar. #ParalisacaoGeral — Afirmou Targino Machado.

Sobre Carlos Augusto 9652 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).