Conexões Sonoras promove trêsencontros musicais em palcos de Salvador

Considerado uma das maiores revelações do rap brasileiro dos últimos anos, Emicida é uma das atrações do projeto 'Conexões Sonoras'.
Considerado uma das maiores revelações do rap brasileiro dos últimos anos, Emicida é uma das atrações do projeto 'Conexões Sonoras'.
Considerado uma das maiores revelações do rap brasileiro dos últimos anos, Emicida é uma das atrações do projeto 'Conexões Sonoras'.
Considerado uma das maiores revelações do rap brasileiro dos últimos anos, Emicida é uma das atrações do projeto ‘Conexões Sonoras’.

A palavra de ordem é conectar. Tendo esse verbo como inspiração, o projeto Conexões Sonoras promete agitar a cena musical de Salvador nos próximos meses. O burburinho não será apenas em torno dos grandes nomes que integram a grade do evento, mas principalmente por conta da participação do público na definição dos artistas que cantarão juntos em cada show. Serão três datas, 21 de maio, 15 de julho e 26 de agosto de 2017. Em cada uma delas, o projeto escolhe uma atração e o público completa a grade fazendo a conexão com a outra banda.

No dia 21 de maio, o Conexões Sonoras traz Emicida e seu show “Crianças, Quadris e Pesadelos e Lições de Casa” para Concha Acústica do Teatro Castro Alves. Dia 15 de julho, o projeto se muda para o Largo Tereza Batista, no Pelourinho, com a brasiliense Flora Matos. Já no dia 26 de agosto, também na Tereza Batista, Fernando Anitelli apresenta “O Teatro Mágico em Voz e Violão”. Em cada data haverá mais uma atração, entre IFÁ, Orquestra Contemporânea de Olinda e OQuadro. A combinação, no entanto, fica a cargo do público, que votará, entre os dias 11 e 20 de abril, no site conexoessonoras.com.br.

O Conexões Sonoras é uma realização da Ruffo Marketing, Cultura e Arte, com patrocínio da Oi, com apoio cultural do Oi Futuro, e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.  Os ingressos serão vendidos a R$ 40 e R$ 20 (cota de 40% de meia entrada), na bilheteria e balcões do TCA e no site ingressorapido.com.br para o primeiro show, e na plataforma de vendas online Sympla para os demais.

Conexões Sonoras

O Conexões Sonoras nasceu da vontade de conectar artistas, misturando sonoridades, sotaques e estilos, celebrando a diversidade cultural da música brasileira. De 2014 para cá, foram três edições, uma em Salvador e duas em Aracaju (SE), envolvendo os artistas Janayna Pereira, Toco Y Me Voy, Sandyalê, Leo Fressato, Orquestra Contemporânea de Olinda e Andrea Martins. De uma dessas conexões, nasceu o clipe “Aconteço”, com a sergipana Sandyalê e o paranaense Leo Fressato.

Conteúdos exclusivos

Iniciado em 2014 com edições experimentais, em 2017 o Conexões Sonoras, além de amadurecer a sua proposta de conectar artistas – passando a envolver o público nessa conexão -, também põe em prática outra faceta do projeto, a gravação em estúdio de uma música nascida de cada conexão por ele promovida. Sendo assim, as atrações que tocarão no mesmo dia, também gravarão uma canção juntas, que, ao fim do projeto, resultarão em três produtos audiovisuais exclusivos. “A ideia é, além de conectar, registrar algo novo nascido desses encontros e deixar isso como legado do projeto”, resume Ricardo Rosa, sócio-diretor da Ruffo Marketing, Cultura e Arte.

Após cada show será disponibilizado no site oficial e redes sociais do projeto o clipe dos encontros inéditos promovidos pelo Conexões Sonoras. Assim, o público poderá curtir quantas vezes e quando quiser aquela conexão promovida por eles mesmos.

Atrações

Emicida – Considerado uma das maiores revelações do rap brasileiro dos últimos anos, Emicida é um dos artistas que você poderá conectar. Atualmente o paulista está em turnê pelo Brasil com o show “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa” que conta com canções deste CD, do “Glorioso” e também das mixtapes desde o início da sua carreira.

OQuadro – Fundada em Ilhéus (BA), a banda OQuadro traz nas suas sonoridades uma vertente do rap que busca inovações a partir de diálogos com outros estilos musicais e movimentos culturais. As composições do grupo oscilam entre a bravura e a brandura, o local e o universal, vão do ijexá ao afrobeat, sem deixar, por isso, de ser rap.

Fernando Anitelli – Acompanhado do seu violão e de 13 anos de estrada, Fernando Anitelli agora apresenta “O Teatro Mágico em Voz e Violão”. Um momento de reflexão sobre os rumos da carreira construída, a partir da essência de toda a sua caminhada sonora: o violão, a voz e energia de um dos maiores projetos de pop/MPB do país.

Orquestra Contemporânea de Olinda – Símbolo da essência cultural de Pernambuco, a Orquestra Contemporânea de Olinda traz em sua bagagem três discos que são referências para a música brasileira. “Bomfim”, o último álbum da banda, celebra o retorno dos músicos à Olinda e sua grande influência sobre a banda.

Flora Matos – Diretamente de Brasília (DF) e uma das maiores vozes femininas do rap nacional, Flora Matos ganhou o país com hits como “Pretin”, “Como faz” e “Igual Manteiga”, se firmando como grande referência da música independente.

IFÁ – Após um EP de grande sucesso e despontando como uma das principais bandas instrumentais do cenário baiano, a IFÁ lançou no ano passado o seu novo disco, “Ijexá Funk Afrobeat”. Com repertório inspirado na diversidade musical de matriz africana e influências do afrobeat, dub, reaggae, funk e ijexá.

Sobre o Oi Futuro

O Oi Futuro, instituto de responsabilidade social da Oi, promove e apoia ações inovadoras e colaborativas para melhorar a vida das pessoas. Com atuação nas frentes de Educação, Cultura, Inovação Social e Esporte, desde 2001, o instituto acelera iniciativas que, através da tecnologia, potencializam o desenvolvimento pessoal e coletivo.

Na Educação, o Oi Futuro investe em modelos inovadores para inspirar novas formas de aprender e ensinar. O NAVE (Núcleo Avançado em Educação) forma jovens para as economias digital e criativa, com foco na produção de games, aplicativos e produtos audiovisuais. O programa, desenvolvido em parceria com as Secretarias de Estado de Educação do Rio de Janeiro e Pernambuco, oferece ensino médio integrado e profissionalizante. Além de obter formação técnica, os estudantes do NAVE são incentivados a desenvolver o espírito empreendedor e a estabelecer suas primeiras conexões profissionais, por meio de projetos e eventos de integração com o mercado de inovação.

Na área Cultural, o instituto atua como um catalisador criativo, impulsionando pessoas através das artes, estimulando a produção colaborativa e promovendo o acesso à cultura na era digital. O Oi Futuro mantém dois centros culturais no Rio de Janeiro, com uma programação que valoriza a produção de vanguarda e a convergência entre arte contemporânea e tecnologia, além da gestão do Museu das Telecomunicações e de sua Reserva Técnica, pioneiro no uso da interatividade no Brasil. O Instituto também realiza o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, que seleciona projetos em todas as regiões do país por meio de edital público.

Na Inovação Social, o programa Oi Novos Brasis viabiliza projetos empreendedores inovadores que trazem propostas para solucionar desafios atuais das cidades, contribuindo para o desenvolvimento da sociedade. O Oi Futuro também aposta em projetos esportivos que conectem pessoas e promovam a inclusão e a cidadania.

Fazcultura

Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Agenda

Período: 11 a 20 de abril

Atrações: Emicida, Flora Matos, Fernando Anitelli, IFÁ, Orquestra Contemporânea de Olinda e OQuadro

Quando: 21 de maio, 15 de julho e 26 de agosto

Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves (Campo Grande) e Largo Tereza Batista (Pelourinho).

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109915 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]