Vereador questiona secretários de Feira de Santana através de requerimentos

Ewerton Carneiro: Tenho certeza que a Casa não vai dar as costas a um simples requerimento que pede informações.

Ewerton Carneiro: Tenho certeza que a Casa não vai dar as costas a um simples requerimento que pede informações.

Aprovados os requerimentos de números 46 e 50, de autoria do vereador Ewerton Carneiro – Tom (PEN), na manhã desta terça-feira (14/03/2017), na Câmara Municipal de Feira de Santana. O documento de nº 46 solicita do secretário de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro, informações se que existe algum estudo, por parte do Município, para a urbanização e infraestrutura do canal no bairro da Rua Nova.

O autor destacou que o requerimento não afrontará a gestão do prefeito José Ronaldo, nem o Executivo Municipal. Tom disse que esteve no local e percebeu que ele pode ser urbanizado e servir para atividades físicas como corrida e ciclismo. “Tenho certeza que a Casa não vai dar as costas a um simples requerimento que pede informações sobre aquela localidade, até porque temos aqui vereadores que receberam votos de moradores de lá”, ressaltou.

O requerimento de nº 48 pede informações à secretária Municipal de Saúde, Denise Lima Mascarenhas, sobre as cirurgias ortopédicas feitas na cidade. A matéria questiona ainda quais são os hospitais conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS) para a realização desses procedimentos.

Tom ressaltou que esse era mais um requerimento que não macularia a imagem do Município de Feira de Santana, mas lembrou que conseguir procedimentos ortopédicos é muito difícil. “Aos médicos de Feira de Santana que recebem para esse procedimento denunciarei à Polícia Federal. Estão dizendo aos pacientes que estes procedimentos não são feitos em certos hospitais com a justificativa de que o SUS não cobre, sendo que eles têm convênio com o Município, com cota do SUS”, denunciou.

Tom fala sobre clientes que ficaram presos no elevador do Boulevard

Utilizando a tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na manhã desta terça-feira (14), o vereador Ewerton Carneiro – Tom (PEN) leu matéria publicada no site G1, intitulada “Sete clientes ficam presos por mais de 3h em elevador de shopping na Bahia”. De acordo com a matéria, sete clientes, entre eles três crianças, ficaram presos no elevador do Boulevard Shopping, em Feira de Santana. “Não poderia deixar esse assunto passar em branco nesta Casa. O interessante é que esse Shopping, administrado por não sei quem, só pensa em arrecadar dinheiro”, criticou.

Tom reprovou a administração do local, chamando de fraca e  que “só pensa em ganhar dinheiro”, lembrando o episódio da cobrança de estacionamento. “Como pode uma estrutura como aquela, onde milhares de pessoas passam, chegar ao ponto de um elevador travar. Falta de manutenção nos equipamentos”, observou.

Ele ainda atentou para o fato de que um dos presos no elevador poderia ter passado mal devido ao local ser pequeno e contar com pouca oxigenação. “Tiveram que chamar o Corpo de Bombeiros. Aí a polícia é boa. E ela vai com muito carinho para manter a ordem e salvaguardar a vida”, relatou.

O edil disse que faria uma moção de repúdio ao estabelecimento comercial pelos maus tratos dados aos clientes e frequentadores do local. “Precisa-se de mais fiscalização naquele local, que cobra pelo luxo”, reclamou.

Em aparte, o vereador Cadmiel Pereira (PSC) destacou que o que mais assusta é o período para conseguir retirar as pessoas do elevador.  “Foram quatro horas e meia para a retirada das pessoas, que só saíram porque eram magros. Se fosse mais gordinhos, como eu, teriam dificuldades”, analisou.

De volta com a palavra, Tom ainda lembrou que se no shopping houvesse um jovem da periferia roubando haveria uma celeuma em todos os meios de comunicação a celeuma mas, como eram empresários que quase matam pessoas, nada se falou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]