Vereador denuncia operação do SAMU em Feira de Santana; serviço opera com apenas uma ambulância

José Menezes Santa Rosa (Zé Filé) critica operação do SAMU de Feira de Santana.
José Menezes Santa Rosa (Zé Filé) critica operação do SAMU de Feira de Santana.
 José Menezes Santa Rosa (Zé Filé) critica operação do SAMU de Feira de Santana.
José Menezes Santa Rosa (Zé Filé) critica operação do SAMU de Feira de Santana.

Em seu discurso, na manhã desta terça-feira (14/03/2017), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador José Menezes Santa Rosa – Zé Filé (PROS) falou sobre um acidente ocorrido em uma rua do Conjunto Feira X, onde fez uma ligação para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), foi atendido por um médico chamado Afonso, que o informou que a SAMU estava operando com apenas uma ambulância. “O que está acontecendo com nossa cidade? É inacreditável um órgão como o SAMU estar operando com uma ambulância em uma cidade de 700 mil habitantes”, criticou.

Zé Filé não escondeu a tristeza e a dor de ver o SAMU passar por uma situação como essa, pois segundo ele, qualquer um pode precisar do serviço e não conseguir. “Como foi com um amigo, qualquer um de nós pode precisar e não ter”, completou.

Ainda de acordo com o edil, o médico desabafou que não existe condições de trabalho e pediu a ele que lutasse pelos funcionários do órgão e pelo povo. “Ele me disse ao telefone que falta tudo no SAMU. É lamentável se chegar a uma situação como esta”, pontuou.

O vereador lembrou mais que fará um requerimento pedindo a regionalização do SAMU, mas destacou que, se o órgão não tem condições de atendimento funcionando só em Feira de Santana, não terá para cuidar de toda a região.

Falta de material

E as denúncias continuaram. Zé Filé falou ainda sobre um amigo dele que precisou dos serviços da policlínica do Feira X. De acordo com o edil, ao chegar no local o rapaz precisou tomar uma injeção e não tinha agulha para a aplicar a medicação. Zé ressaltou ainda que acredita que o prefeito José Ronaldo não sabe dessa situação. “Ele tem que colocar gente de confiança nesses setores para  que os medicamentos sejam usados pelas pessoas que realmente precisam”, sugeriu informando que o amigo comprou uma agulha para ser medicado.

Em aparte, o vereador Isaías de Diogo (PSC) ressaltou que as denúncias realizadas pelo colega são gravíssimas e que já as ouviu em programas de rádio. Isaías ainda disse que o Feira X tem sim problemas e acredita que agora, com a oposição forte do vereador Zé Filé, algumas coisas em relação à saúde irão mudar. “Quantas coisas eu falava aqui e não me davam ouvidos. Agora terão que dar”, falou.

De volta com a palavra, Zé Filé sugeriu ao prefeito que colocasse pessoas de sua confiança para tomar conta da farmácia e questionou. “Sabemos que o medicamento está indo, mas será que está sendo utilizado da forma correta?”, questionou.

Também em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro (PSDB), fez duas ponderações sobre as denúncias. Segundo Carneiro, em Feira de Santana está acontecendo uma inversão de valores em relação ao Samu, já que a proposta inicial era que cada esfera arcasse com um valor; o  Governo Federal com 50%, o Estadual com 30% e o Municipal com 20%. “Hoje isso acontece inversamente. O Governo Municipal arca com a maior parte dos valores e não podemos culpar apenas o Município pela falta de investimentos”, alertou.

Sobre a falta de material na policlínica do Feira X, José Carneiro disse que a situação é grave. “Se a falta de agulha foi para vacinar a culpa não é do Município e sim do Estado”, disse. Zé Filé negou que fosse agulha para vacina.

Reunião

O vereador oposicionista disse ainda que na próxima sexta-feira (17) despachará com o secretário Estadual de Desenvolvimento Urbano, Fernando Torres, e pedirá que ele solicite do Estado verba para aquisição de ambulâncias. “A verba tem que aparecer. O que não pode é o povo continuar sofrendo”, findou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108026 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]