Prefeitura de Salvador lança edital de licitação para BRT

Perspectiva ilustrada do BRT de Salvador
Perspectiva ilustrada do BRT de Salvador.
Perspectiva ilustrada do BRT de Salvador
Perspectiva ilustrada do BRT de Salvador.

O prefeito ACM Neto anunciou nesta quinta-feira (09/03/2017) que na próxima semana a Prefeitura lançará o edital de licitação da primeira etapa do BRT (Bus Rapid Transit) que vai ligar a Estação da Lapa à região do Shopping da Bahia. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa realizada no Palácio Thomé de Souza, ao lado do ministro das Cidades, Bruno Araújo, que está em Salvador para conhecer o sistema metroviário que ligará a capital baiana ao município de Lauro de Freitas e discutir a liberação de recursos federais para outras obras na cidade, a exemplo de contenção de encostas. O governo federal já liberou R$ 408 milhões através de operações de crédito junto à Caixa Econômica Federal (CEF) apenas para a primeira fase do corredor viário.

A previsão é que o processo licitatório dure três ou quatro meses, através do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que moderniza e agiliza o procedimento. A partir disso, a Prefeitura dará ordem de serviço, com prazo de 28 meses para finalização da obra. Na primeira etapa, serão feitas intervenções para viabilizar o trecho entre as avenidas Juracy Magalhães e ACM, até a estação de integração com o metrô que está sendo construída pela CCR próxima à rodoviária. Esse trecho contará com três viadutos, dois elevados e três estações. O BRT tem como objetivo dotar a capital de infraestrutura necessária à implantação um sistema de transporte coletivo de melhor qualidade, e estará integrado ao metrô e demais modais.

Com investimento total previsto superior a R$ 800 milhões, o projeto será implantado ao longo do corredor formado pela Avenida Vasco da Gama, Rua do Lucaia, Avenida Juracy Magalhães e Avenida ACM, se estendendo desde a entrada da Estação da Lapa até a Estação de Integração Iguatemi (metrô/BRT), na região próxima ao atual Shopping da Bahia. As intervenções preveem o aproveitamento das vias de ônibus convencionais já existentes ao longo da Avenida Vasco da Gama, adaptando-as para uso do sistema BRT. Nos demais trechos, serão implantados novas vias exclusivas para o sistema.

Depois da reunião, o prefeito e o ministro atenderam a imprensa e cumpriram um roteiro de visita ao sistema metroviário, na presença do diretor-presidente da CCR Metrô Bahia, Luis Valença, do vice-governador João Leão, além de deputados estaduais e federais, secretários municipais e vereadores. A comitiva partiu da estação do Campo da Pólvora, passando por Pirajá até a sede da CCR, onde conheceram o centro de controle de operações. Em seguida, o grupo voltou para a estação do Acesso Norte, de onde partiu para rodoviária e Pituaçu.

Papel decisivo

ACM Neto destacou que a operação do sistema metroviário que ganha forma na cidade se dá pelo esforço da Prefeitura em viabilizar um acordo com os governos estadual e federal, com o objetivo de destravar um impasse de 12 anos. “Nós conseguimos, em quatro meses, formatar um acordo para garantir o avanço do metro. Sem a participação da Prefeitura, não haveria a obra que estamos vendo. Claro que a participação do governo federal é imprescindível. Alguns receavam que com a mudança de governo pudesse haver algum tipo de postura discriminatória, e as coisas continuam acontecendo, até com maior atenção, mais prestígio por parte da União em relação ao metrô, que, quando estiver completo, vai ajudar a melhorar muito a mobilidade urbana e a qualidade do serviço de transporte publico”, avaliou.

O ministro das Cidades destacou que uma cidade do tamanho de Salvador necessita da integração entre o BRT e o metrô. “Hoje, uma cidade do tamanho de Salvador necessita de toda uma integração. A administração do prefeito ACM Neto terá a devida atenção do governo federal”, garantiu. Ainda de acordo com o ministro, a implantação do BRT interligado ao metrô trará ganhos substanciais à mobilidade urbana. “O prefeito ACM Neto tomou uma decisão corajosa ao entregar esses equipamentos ao governo estadual, encontrando uma solução econômico-financeira. A Bahia merece essa atenção do governo federal, que fica contente em poder, nessa oportunidade, lembrar à sociedade baiana que esse é um dos maiores investimentos do governo brasileiro numa obra do país”, concluiu.

Desenvolvimento

O BRT faz parte do projeto de Corredores de Transporte Coletivo Integrado de Salvador, que tem como objetivo executar uma série de intervenções no sistema viário da cidade, dotando a capital de infraestrutura necessária à implantação um sistema de transporte coletivo de melhor qualidade, mais eficiente, seguro e confortável, melhorando as condições de acessibilidade dos pedestres, o trânsito de automóveis e dos demais veículos automotores. É neste contexto que será implantado o corredor Lapa – Iguatemi, por onde vai passar o BRT (Bus Rapid Transit), inédito em Salvador e como é mundialmente conhecido o sistema já utilizado em diversas grandes cidades do Brasil e do mundo, tais como Curitiba, Rio de Janeiro, Los Angeles, Istambul e Bogotá.

Com investimento total previsto de R$820 milhões, o projeto será implantado ao longo do corredor formado pela Avenida Vasco da Gama, Rua do Lucaia, Avenida Juracy Magalhães e Avenida ACM, se estendendo desde a entrada da Estação da Lapa até a Estação de Integração Iguatemi (metrô/BRT), na região próxima ao atual Shopping da Bahia. As intervenções preveem o aproveitamento das vias de ônibus convencionais já existentes ao longo da Avenida Vasco da Gama, adaptando-as para uso do sistema BRT. Nos demais trechos serão implantados novas vias exclusivas para o sistema.

Serão construídos corredor exclusivo para os veículos do sistema BRT; melhorias no sistema viário, com implantação de faixas de fluxo contínuo nas Avenidas Juracy Magalhães e ACM; estações do sistema BRT; e complexos de viadutos nos principais locais de cruzamento viário ao longo do corredor. Além disso, serão realizadas obras de macrodrenagem; urbanização e paisagismo ao longo do corredor de transporte; e implantação de ciclovias.

O trecho dois terá investimento de R$412 milhões, sendo R$300 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) a serem repassados pelo Ministério das Cidades, e R$112 milhões do Programa de Financiamento das Contrapartidas do Programa de Aceleração do Crescimento (CPAC). Além disso, o sistema BRT foi concebido prevendo futuras expansões, já estando em desenvolvimento o projeto correspondente a uma nova etapa que vai do Parque da Cidade até o Posto Namorado, na Pituba. A gestão do projeto está a cargo da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). Parte das obras será conduzida pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Defesa Civil (Sindec).

Características

Os veículos utilizados pelo sistema BRT serão do tipo ônibus articulados com capacidade para 170 passageiros, portas largas e comprimento máximo de 23m, operando a uma velocidade comercial de 25 a 40 km/h. Os tempos de percurso serão significativamente reduzidos se comparados aos atuais níveis de operação. O projeto prevê alcançar o atendimento de cerca de 31.000 passageiros por hora (em momentos de pico), num horizonte até o ano de 2044, beneficiando não só a população lindeira ao corredor, mas também aquela cujos destinos são as principais áreas da Pituba, Iguatemi, Avenida Tancredo Neves, Vale das Pedrinhas, Rio Vermelho, Ondina e vários outros bairros da cidade.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]