PGR pede arquivamento de investigação contra governador do Rio de Janeiro na Lava Jato

Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro.Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro.
Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro.

Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu nesta quinta-feira (09/03/2017) ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) o arquivamento do inquérito no qual o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, é acusado dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato. De acordo com a procuradoria, não há provas que justifiquem a continuidade das investigações.

No pedido enviado ao STJ, o vice-procurador da República José Bonifácio de Andrada argumenta que o indício de participação de Pezão em uma reunião na qual teria ocorrido uma suposta solicitação de dinheiro para campanha não é suficiente para sustentar uma imputação penal contra o governador. De acordo com as investigações, os recursos teriam sido desviados da construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), uma das obras da Petrobras investigadas na Lava Jato.

De acordo com o processo, Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras e um dos delatores da Lava Jato, relatou uma reunião, realizada durante a campanha de 2010, quando o governador Sérgio Cabral e Pezão, que era o vice-governador, disputavam a reeleição. No encontro, Pezão e representantes de empreiteiras teriam combinado doação de R$ 500 mil para o diretório estadual do PMDB no Rio.

No mesmo parecer, a PGR pediu que acusações contra Sérgio Cabral sejam conduzidas pelo juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal em Curitiba.

*Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]