Lava Jato preparou o caminho do golpe, afirma jornalista Mino Carta

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Demetrio Carta (Mino Carta).
Demetrio Carta (Mino Carta).
Demetrio Carta (Mino Carta).
Para o jornalista, a operação é uma cortina de fumaça para destruir o país e o PT, e funcionou como uma alavanca para o golpe.

Para Mino Carta, a Operação Lava Jato é a alavanca do golpe. “A Lava Jato prepara o caminho”, afirmou durante o seminário O que a Lava Jato tem feito pelo Brasil, promovido pelo Partido dos Trabalhadores na sexta-feira (24/03/2017), em São Paulo.

Para o diretor de redação da revista “CartaCapital”, os governos de Lula e Dilma incomodaram a Casa Grande e os Estados Unidos: “Os irmãos do Norte se incomodam muito com um certo tipo de atitude. A política exterior levada a cabo por Lula pelo chanceler Celso Amorim desatrelou o Brasil dos interesses americanos”.

O objetivo final da Lava Jato, segundo Carta, era destruir o país. E no caminho, destruir o PT e Lula.

Ele lembrou que o juiz Sérgio Moro e outros da força-tarefa da Operação Lava Jato vão frequentemente a Washington, capital dos EUA. “Passam pelos escritórios do FBI, da CIA e da DEA. Não perdem a oportunidade”, diz.

Carta criticou os vazamentos e as delações utilizadas na Operação. “As delações foram extorquidas com intimidação da prisão. Só sai se você diz o que eu quero que você diga. Isso é de uma clareza solar. Delações extorquidas, com um método ilegal”, diz. “A corrupção tem que ser combatida. Mas essa é uma cortina de fumaça”, afirmou.

“Estamos vivendo os efeitos de um golpe feroz que está destruindo o país”, afirmou o jornalista. Segundo Carta, o país deveria se orgulhar da recuperação da Petrobras e de obras como o porto de Mariel, em Cuba, que ocorreram nos governos do PT. Na época de FHC, relembra, a empresa caminhava para a privatização.

Para Carta, o PSDB é o porta-voz da Casa Grande. “E o PMDB é uma quadrilha”, disse. Apesar disso, afirmou estar animado com a manifestação do último dia 15, contra a Reforma a Previdência, em que brasileiros saíram às ruas em todo o país. E também com a grande participação popular na inauguração da transposição do rio São Francisco, em Monteiro, na Paraíba.

“Estou muito confiante da capacidade de liderança de Lula”, disse Carta, que é amigo do ex-presidente há quase 40 anos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113632 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]