Grupo de pecuaristas de Feira de Santana debate proposta de melhorias para o setor com representantes do Governo da Bahia e lançam slogan ‘Queremos Produzir’

Pecuaristas de Feira de Santana debatem proposta com representantes do Governo da Bahia.

Pecuaristas de Feira de Santana debatem proposta com representantes do Governo da Bahia.

Dois secretários de Estado: o de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça, e o de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Ramos Peixoto;  o primeiro tesoureiro  da União dos Município da Bahia, UPB, Marco Cardoso e inúmeros técnicos e diretores executivos de órgãos ambientais e hídricos da Bahia receberam, no final da tarde de quinta-feira (30/03/2017), em Salvador,  uma comissão de pecuaristas da região de Feira de Santana, o grupo se autointitula através do slogan ‘Queremos Produzir’.

“12 de abril entrará para a história como a retomada da agropecuária da Bahia. Lançaremos, na cidade de Feira de Santana, o Fórum permanente de Inovação e Desenvolvimento da Agropecuária da Bahia, FIDARGO. Nós Queremos produzir e não é somente a seca que impossibilita isto. Temos que acabar com o ideia  que ao chover os  problemas somem. Nossos desafios são maiores que a estiagem, mas,  saímos deste encontro esperançosos, pois percebemos um grande  envolvimento dos secretários e dos órgão estaduais.”, destacou Wilson Cardoso, pecuarista e principal incentivador da comissão.

Clareza

Com objetividade, os pecuaristas expuseram suas inquietações e,  em um dialogo franco e aberto, as questões pontuadas encontraram respaldo técnicos e apoio institucional. “A própria  causa já mobiliza toda sociedade. Vamos à Feira de Santana, dia 12, levar toda estrutura de Governo e evidenciar o que estamos pensando para alinhar ações. Se outros países conseguem produzir em desertos, por que aqui ainda sofremos? Esta crise servirá com uma grande oportunidade de crescimento”,  salientou Vivaldo Mendonça.

Este pensamento foi ampliado pelo representante da UPB, o Prefeito da cidade de Santana. “Centenas de municípios baianos vivem do agronegócio. Temos que nos unir para que a pecuária no estado reconquiste sua força e muitos municípios renasçam ”, frisou Marco.

Potencializando ainda mais o debate, o secretário Cássio Ramos abordou a questão da necessidade de produzir utilizando a água apropriadamente. “Temos que mostrar que é possível a convivência responsável entre a água e a produção”, afirmou, ressaltando a urgência de redefinir ações, rever o uso dos mananciais das águas subterrâneas e a participação da Embasa e de órgãos ambientais neste processo. .

No sentido de cooperação, o pecuarista, Wilson Pereira, relatou experiências exitosas as quais podem servir de exemplo para o próprio estado. “ Temos um frigorífico no qual reaproveitamos, praticamente, toda água. Este reuso é fundamental hoje em dia”, confirmou.

Otimismo

No final do encontro, os pecuaristas saíram otimistas. “Queremos produzir, mas não podemos ser vistos como criminosos.  Tivemos a impressão que o governo está sensível a nossa causa ”, frisou Luiz Bahia. Já  Joelmo Figueiredo, revelou que sairá “daqui muito mais fortalecido do que cheguei. Encontramos importantes parceiros para a nossa luta”.

Para Carlos Henrique, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Feira de Santana, este momento deve ser potencializado. “Confesso que estou surpreso com o envolvimento dos órgãos estaduais. Nossa luta ganhará mais corpo a partir do dia 12 de abril”, enfatizou.

“Tenho certeza que com a união e empenho percebidos hoje nesta reunião, conseguiremos voltar a produzir com fizemos um dia”, relembrou Miguel Pinto. “Saio com a sensação de que todos assimilaram a nossa causa. Estamos nos fortalecendo cada dia mais”, concluiu o produtor Dinovaldo Moreira.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]