Deputado Targino Machado critica sanção da Lei que amplia terceirização nas relações trabalhistas

Targino Machado: Michel Temer veio para tentar exterminar os direitos adquiridos dos trabalhadores brasileiros.
Targino Machado: Michel Temer veio para tentar exterminar os direitos adquiridos dos trabalhadores brasileiros.
Targino Machado: Michel Temer veio para tentar exterminar os direitos adquiridos dos trabalhadores brasileiros.
Targino Machado: Michel Temer veio para tentar exterminar os direitos adquiridos dos trabalhadores brasileiros.

Em pronunciamento realizado na quarta-feira (29/03/2017), na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Targino Machado (PPS) criticou duramente a sanção da Lei que amplia as opções de terceirização das relações trabalhistas. Na avaliação do deputado, o presidente Michel Temer perdeu a sanidade ao retirar direitos decanos do trabalhador, instituídos pelo Governo Vargas. O parlamentar sintetizou a narrativa histórica da assunção ao poder de Michel Temer, lembrando que todos sabem como o peemedebista chegou à presidência da República, ou seja, através do Golpe Parlamentar de 2016.

— Inicialmente, o mordomo de filme de terror, Michel Temer, disse que aguardaria a aprovação pelo Senado de uma proposição em outros moldes para fazer a sanção. Mas mudou de ideia para mandar os trabalhadores mais cedo de volta para as senzalas, de volta à escravidão. Enquanto isso, o ex-presidente Getúlio Vargas, pai e patrono da CLT, está se contorcendo no túmulo por esse crime contra a nação brasileira. Temer foi conduzido à Presidência da República da forma que todos conhecemos, mas o que ele queria mesmo era ser protagonista de um filme de Hollywood: “O Exterminador do Futuro”. Temer veio para tentar exterminar os direitos adquiridos dos trabalhadores brasileiros! — Criticou Targino Machado.

Confira vídeo

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9745 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).