Deputado José de Arimateia promove Sessão Especial e Feira de Adoção Animal na ALBA

Deputado José de Arimateia e a esposa Ana Cristina, atuação conjunta em defesa da causa animal.

Deputado José de Arimateia e a esposa Ana Cristina, atuação conjunta em defesa da causa animal.

Deputado José de Arimateia promoveu Sessão Especial e Feira de Adoção Animal, na ALBA.

Deputado José de Arimateia promoveu Sessão Especial e Feira de Adoção Animal, na ALBA.

Pelo sexto ano consecutivo, o deputado estadual José de Arimateia (PRB-BA), defensor assíduo da causa animal, promoveu nesta quinta-feira (16/03/2017), a Sessão Especial pela passagem do Dia Nacional dos Animais, celebrado anualmente no dia 14 de março. Para abrir as ações, a Feira de Adoção Animal movimentou a Assembleia Legislativa da Bahia e permitiu que oito animais passassem a ter um lar.

Já o Plenário foi palco de grandes discussões pautadas em destacar a atual situação dos animais no estado da Bahia, assunto também relacionado a um problema de saúde pública, que afeta o meio ambiente, a população dos animais e seres humanos. Este ano o parlamentar priorizou também explanar sobre a adoção responsável e o bem-estar e maus tratos a equinos na Bahia.

Para o proponente das ações o Dia Nacional dos Animais precisa ser visto pelos humanos, como um marco de consciência e reflexão. Um momento para pensarmos em atitudes e responsabilidades sobre seres menos favorecidos racionalmente, menos autossuficientes e mais indefesos.

Segundo Arimateia dentro deste âmbito existe um quadro que, infelizmente, ainda não teve mudanças positivas. Em seu pronunciamento ele lembrou que cerca de cem mil cães e gatos vivem em condições de abandono em salvador. Por outro lado, trinta milhões moram nas ruas do país, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). “A adoção de um animal é um ato de amor, mas requer planejamento e muita responsabilidade, portanto, atentar-se antecipadamente a algumas regras da posse responsável de cães e gatos pode evitar ou pelo menos ajudar a diminuir os altos índices de abandono destes seres”, incentivou.

Na Tribuna, o deputado Arimateia, pediu ao Governo do Estado que aprovasse o Projeto de Lei 20444/2013, de sua autoria, que obriga o atendimento veterinário gratuito aos animais da população carente em todo o Estado, além da sua Indicação para a construção de um Hospital Público Veterinário na Bahia.

O parlamentar entregou na Assembleia, no último mês de fevereiro, dois Projetos de Lei. Um foi criado com a finalidade de instituir o “Disque Denúncia de Maus Tratos aos Animais” no âmbito do Estado da Bahia. O outro determina o pagamento de multa aos atos de crueldade cometidos contra animais. “A ideia é criar um mecanismo para formalizar as denúncias e centralizá-las num mesmo setor, oferecendo à sociedade dados importantes, impondo às autoridades competentes a necessidade de apurar as ações e punir os responsáveis”, explicou Arimateia.

De forma detalhada, a coordenadora da Organização Não Governamental Célula Mãe, Janaína Rios, que é ativista da causa há 18 anos, falou sobre do trabalho diário realizado na periferia da capital baiana. No ensejo, ela afirmou que tem cobrado insistentemente a liberação do recurso destinado ao Projeto de Controle Reprodutivo de Cães e Gatos Semi-domiciliados e Abandonados em Salvador e Região Metropolitana de Salvador (RMS). “Conto com a sensibilidade do Secretário de Saúde, Fabio Vilas Boas, porque estamos também falando de Saúde Pública, questão prioritária. As Políticas Públicas devem parar de excluir os excluídos”, opinou.

O Diretor das duas unidades do Hospital Veterinário da cidade de São Paulo e representante da Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (ANCLIVEPA), Lucas de Araújo Freitas, apresentou à comunidade baiana o projeto de serviços veterinários gratuitos oferecidos à população da cidade de São Paulo. Ele falou que as instituições atendem 450 animais por dia com 40 cirurgias também diariamente, e concretizam o atendimento emergencial de cães e gatos vítimas de atropelamento, doenças degenerativas, parasitárias, infecciosas, transmissíveis ao homem ou não. “Fico extremamente feliz em saber que o deputado Arimateia tem uma Indicação para a implantação de um Hospital Público Veterinário na Bahia. O cuidado com o animal deve ser definitivamente encarado como prioridade no Brasil”, explicou Lucas.

Também participaram da Sessão Especial, o professor e veterinário em Ciência Animal nos Trópicos pela Universidade Federal da Bahia, Domingos Rodrigues Dias, a presidente da Associação Protetora dos Animais em Feira de Santana, Maria das Graças, da Sub Gerente de Ações Básicas do Centro de Controle Zoonoses, Ana Galvão, o coordenador de Imunização da Secretaria de Saúde do Estado, Ramon Saavedra.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).