Criminoso confesso Paulo Roberto Costa fala ao juiz Sérgio Moro por videoconferência

Criminoso confesso, Paulo Roberto Costa tem bens bloqueados por mais um ano.
Criminoso confesso, Paulo Roberto Costa tem bens bloqueados por mais um ano.
Paulo Roberto Costa
Paulo Roberto Costa se tornou criminoso confesso ao ter a delação premiada homologada pela justiça.

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa prestou depoimento na sexta-feira (10/03/2017) na Justiça Federal no Rio de Janeiro ao juiz Sérgio Moro, titular das ações da Operação Lava Jato. O depoimento foi por videoconferência e não pôde ser acompanhado pela imprensa.

Costa chegou por volta das 14h e deixou a sede da Justiça Federal pouco antes das 15h. Ele saiu sem falar com os jornalistas, acompanhado de seu advogado, Eduardo Portela.

Saiba Mais
Ex-governador Sérgio Cabral é denunciado pelo MPF-RJ pela sexta vez à Justiça
Segundo Portela, Paulo Roberto repetiu ao juiz Moro o que já havia dito em depoimentos anteriores em relação ao caso do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), obra da Petrobras no município de Itaboraí (RJ). A obra, que foi interrompida, está relacionada a várias suspeitas de corrupção envolvendo também o ex-governador Sérgio Cabral.

“Tudo o que foi falado, ele havia anteriormente dito. Ele apenas veio aqui reafirmar. Confirmou tudo o que já havia dito”, disse rapidamente Portela.

Outra testemunha ouvida por Moro, após Costa, foi a ex-diretora financeira da Carioca Engenharia, Tania Fontenele. Ela também falou sobre o caso Comperj. A audiência durou aproximadamente 15 minutos, segundo o advogado de Tania, Márcio Barandier.

“Minha cliente aderiu ao acordo de leniência da Carioca Engenharia. Esse processo trata do Comperj. Foram feitas perguntas sobre os réus do processo, que são o ex-governador [Cabral] e outras pessoas”, disse Barandier. Não foram divulgados detalhes dos depoimentos.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108816 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]