ALBA: Deputados José de Arimateia e Carlos Geilson avaliam que iniciativa da Bancada de Oposição para implantar CPI do Hospital Ernesto Simões não tem justa causa

Justificativa do Bloco da Oposição na ALBA para instalar CPI do hospital Ernesto Simões.

Justificativa do Bloco da Oposição na ALBA para instalar CPI do hospital Ernesto Simões.

Instado por fontes e com cópia da lista de assinaturas do Bloco de Oposição da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), com a finalidade é implantar Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar atraso na entrega do centro cirúrgico do Hospital Ernesto Simões, unidade de saúde instalada no Bairro Pau Miúdo, em Salvador, o Jornal Grande Bahia abordou os deputados José de Arimateia (PRB) e Carlos Geilson (PSDB) sobre a negativa em assinar a implantação da CPI. Ao serem questionados, ambos responderam não encontrar justa causa para CPI e destacaram o trabalho positivo desenvolvido pelo secretário estadual da Saúde Fábio Vilas-Boas.

Elogio e crítica

O deputado José de Arimateia inferiu que assinou, em passado recente, CPI e que a mesma não foi instalada. Além da dificuldade de instalar uma CPI, Arimateia argumenta que questionou o secretário sobre o atraso nas obras do hospital, e que o mesmo explicou que ao dar início ao processo de reforma e modernização do Ernesto Simões foi identificada a necessidade de ampliar a reforma da estrutura, o que demandou maior prazo para finalização do serviço.

Sobre críticas ao atraso nas obras do hospital, José de Arimateia afirma que “não ocorreu se quer registro de queixas da população com relação ao remanejamento do atendimento”, e que “a CPI, da forma como querem criar, não vai ter expressão”.

José de Arimateia, aproveito a oportunidade e criticou o governo do estado por não liberar as emendas parlamentares impositivas, oriundas dos deputados da Bancada de Oposição. “Só três deputados da Bancada de Oposição foram atendidos em suas emendas de R$ 1,5 milhão para municípios. O governo tem obrigação de atender a todos, porque é Lei.”, declara Arimateia.

O deputado destacou, por fim, que não faz oposição por oposição e que é necessário atuar criticamente levando em consideração o aprimoramento da máquina pública em benefício da população, e não como forma de palanque eleitoral.

Oposição pragmática

O deputado Carlos Geilson, ao comentar sobre a proposta de CPI do Hospital Ernesto Simões, lembrou que assinou, recentemente, a CPI para apurar problemas na gestão do Centro de Convenções da Bahia. “Não faço oposição por oposição, é necessária justa causa para defender uma CPI, sob a perspectiva de desmoralizar um instituto parlamentar tão valioso, que é a Comissão de Inquérito”, pontuou.

Carlos Geilson avalia que a despeito das críticas que possa fazer, o secretário Fábio Vilas-Boas desempenha um bom trabalho, e que o mesmo justificou que ainda, no mês de março de 2017, o centro cirúrgico do Ernesto Simões será reentregue para atendimento da população. “Criticar por criticar não faz parte do meu perfil. Talvez, por isso, tenha conquistado o respeito de membros da oposição e da situação”, afirmou.

Lista de assinaturas do Bloco da Oposição na ALBA para instalar CPI do hospital Ernesto Simões.

Lista de assinaturas do Bloco da Oposição na ALBA para instalar CPI do hospital Ernesto Simões.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).