Policiais Militares serão devolvidos à corporação pela Assembleia Legislativa da Bahia, anuncia deputado Angelo Coronel

Ângelo Mario Coronel de Azevedo Martins.Ângelo Mario Coronel de Azevedo Martins.
Anúncio sobre devolução Policiais Militares de foi feito pelo presidente Angelo Coronel ao reunir colégio de líderes da ALBA.

Anúncio sobre devolução Policiais Militares de foi feito pelo presidente Angelo Coronel ao reunir colégio de líderes da ALBA.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Angelo Coronel (PSD), disse que devolverá ao Comando Geral da PM os policiais que trabalham na Casa, principalmente os que exercem funções administrativas. “O coronel Xavier, que assumiu a Assistência Militar do Legislativo, já está fazendo o levantamento. Em um quadro desse de insegurança – como os acontecimentos que estão ocorrendo no Espírito Santo – temos mais é que pensar na segurança da população“, declarou Coronel durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira (08/02/2017), para apresentar o Colégio de Líderes da Assembleia.

As demissões e devolução de servidores aos seus órgãos de origem, segundo Coronel, são parte da política de transparência, economia e redução de gastos implantadas pela nova gestão do Legislativo baiano.

“Não se trata de nenhuma caça às bruxas, mas de levar a termo o compromisso que assumimos com os deputados e com a sociedade de realmente mudar. A busca da qualidade será constante e o trabalho, realmente, valorizado. Quero terminar o ano sem pedir suplementação e ainda devolver recursos ao Tesouro para novas obras para a população”, disse o presidente.

COLÉGIO DE LÍDERES

O Colégio de Líderes apresentado hoje ficará responsável pela elaboração da pauta de votações de projetos de origem dos parlamentares. Participaram da reunião os deputados Luiz Augusto (vice-presidente da Assembleia), Tom Araújo (DEM), Pedro Tavares e Leur Lomanto Jr. (PMDB), Zé Neto e Rosemberg Pinto (PT), Fabrício Falcão e Bobô (PCdoB), e Ivana Bastos (representando o líder do PSD, Adolfo Menezes). Os deputados esclareceram que algumas bancadas ainda não definiram seus líderes, mas todos os partidos terão seus representantes na nova instância da Casa.

O presidente Angelo Coronel disse que, nos dois primeiros meses, o Colégio se reunirá às quartas-feiras para discutir os projetos que serão levados às subcomissões, para só então, serem encaminhados ao plenário para votação. Às terças-feiras serão apreciados os projetos oriundos do Poder Executivo e, às quartas, os provenientes dos parlamentares.

“Queremos uma nova dinâmica no funcionamento da Casa, com a democratização das decisões. A criação do Colégio não anulará os poderes da Mesa Diretora: a gestão política vai ficar com o Colégio, enquanto a Mesa cuidará da questão gerencial e administrativa”, assegurou.

“Antes, as decisões eram tomadas apenas entre os líderes da maioria e minoria. Agora o presidente democratiza o debate para que os projetos mais relevantes para a sociedade sejam votados com celeridade e com a participação de todos os partidos”, declarou o deputado Leur Lomanto, do PMDB.

Já o líder do PT, Zé Neto, garantiu que a bancada da maioria fará o possível para colaborar para o bom andamento do Colégio. “Eu parabenizo o presidente pela iniciativa e asseguro que nas comissões conjuntas faremos o máximo esforço para discutir todos os projetos”.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]