Ângelo Coronel é eleito presidente do Poder Legislativo da Bahia

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Deputados Marcelo Nilo e Ângelo Coronel realizam transição do poder.
Deputados Marcelo Nilo e Ângelo Coronel realizam transição do poder.
Deputados Marcelo Nilo e Ângelo Coronel realizam transição do poder.
Deputados Marcelo Nilo e Ângelo Coronel realizam transição do poder.

O deputado Ângelo Coronel (PSD) assumiu a presidência da Assembleia Legislativa às 19h43, eleito com 57 votos. Votaram 62 parlamentares. Apenas o deputado Paulo Câmera (PSL), em tratamento de saúde em São Paulo, teve a ausência justificada. No emocionado discurso de posse, agradeceu a cada um dos apoiadores, em especial ao senador Otto Alencar, presidente regional de seu partido, “líder, amigo e compadre” e se comprometeu a trabalhar por um Parlamento unido, respeitado e independente.

O presidente Ângelo Coronel parabenizou o antecessor na Presidência, deputado Marcelo Nilo, encerrando, com elegância, o embate que travaram nos últimos dias. Ele agradeceu também o apoio do prefeito ACM Neto, do vice-governador João Leão, e a postura de magistrado do governador Rui Costa e de Jaques Wagner. Prometeu não decepcionar os seus apoiadores e “tornar esta uma Casa de iguais”. Encerrou com um brado de “viva a democracia”, longamente aplaudido.

SUCESSÃO

A sucessão para a Mesa Diretora para o biênio 2017-2019 ocorreu num clima de tranquilidade, sem o registro de incidentes. A bancada do PT ficou de fora do colegiado e o deputado Paulo Rangel registrou a inobservância da “proporcionalidade”. Apesar disso, o líder Rosemberg Pinto orientou o voto no candidato único à presidência como um gesto para a “construção de uma relação positiva”.

Tanto o novo presidente quanto o seu antecessor tiveram apoio das galerias de seus familiares, as esposas – dona Neide e dona Eleusa –, além de filhos e netos. Emocionaram-se ao saudá-los.  E foi da tribuna que o deputado Marcelo Nilo se despediu da Presidência que ocupou por uma década. O tom foi também de união. Mão estendida, parabéns aos vitoriosos, reafirmação de seus compromissos políticos e o registro de deixar o cargo sem a ocorrência de qualquer irregularidade.

 Agradeceu aos apoiadores da candidatura (desistiu de disputar na véspera), e fez um breve retrospecto de realizações no período, como a abertura da Assembleia para a sociedade, a transparência implantada e a implantação de sinal aberto na TV Assembleia. Estendeu os agradecimentos ao conjunto de deputados (extensivo aos funcionários) e encerrou se colocando à disposição do Parlamento. “Contem comigo, com a minha experiência na defesa dessa Casa”. Deixou o plenário emocionado, aplaudido e cumprimentado por todos.

DISPUTA

A longa sessão durou quase cinco horas, pois o Regimento Interno prevê votações em separado para todos os cargos. Como estava prevista a disputa pela terceira e quarta vice-presidências, por acordo os demais cargos, exceto a Presidência, foram acomodados em uma cédula única, mas de qualquer forma foram necessárias quatro chamadas para votação.

Houve disputa apenas em torno da terceira vice-presidência, vencida por Alex Lima (PTN). O deputado Euclides Fernandes (PDT) que se inscrevera para disputar a quarta vice-presidência desistiu de fazê-lo. Assim, a nova Mesa Diretora é composta  pelo presidente Ângelo Coronel; da primeira até a quarta vice, pelos deputados Luís Augusto (PP) – que desistiu de lutar pela presidência para apoiá-lo –, Carlos Geílson (PSDB), Alex Lima (PTN) e Manassés (PSL).

A primeira secretaria foi para Sandro Régis (DEM), a segunda para Aderbal Caldas (PP), a terceira com Fabrício Falcão (PC do B) e a quarta com Luciano Simões Filho (PMDB). As cinco suplências ficaram com os deputados Augusto Castro (PSDB), Herber Santana (PSC), Carlos Ubaldino e Ivana Bastos do PSD, e Fabíola Mansur  (PSB). Estas duas inscritas após reclamação de Fabíola, pois não havia mulher na chapa original. Os deputados Antônio Henrique (PP) e Alan Castro (PSL) cederam suas vagas.

CONVOCAÇÃO

Antes de encerrar a sessão, o deputado Ângelo Coronel cumpriu o disposto no Regimento Interno e convocou os presentes para a sessão solene de reabertura dos trabalhos legislativos hoje, às 10h, ato que contará com a presença do governador do Estado e das maiores autoridades civis e militares da Bahia.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112929 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]