Agradecimentos e compromissos marcam discurso do presidente-eleito Ângelo Coronel

Mesa diretora da ALBA para o biênio 2017/2019.
Mesa diretora da ALBA para o biênio 2017/2019.
Mesa diretora da ALBA para o biênio 2017/2019.
Mesa diretora da ALBA para o biênio 2017/2019.

O discurso de posse do novo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Ângelo Coronel (PSD), foi marcado por agradecimentos e promessas aos parlamentares e funcionários. Ao corpo funcional, “que torcia pela vitória nos corredores”, o presidente anunciou “uma nova etapa” na vida de cada um. Aos seus pares, Coronel prometeu transformar o Legislativo baiano na “verdadeira Casa dos iguais”.

O presidente iniciou sua fala de pouco menos de 10 minutos agradecendo a Deus e à família, especialmente ao filho Diego, a quem chamou de “braço direito e amigo”, “grande articulador” da candidatura vitoriosa e possuidor de “grandes amigos” nas bancadas “tanto da situação  quanto da oposição”.

Ângelo Coronel agradeceu também a todos os políticos que participaram, nos últimos 60 dias, das articulações que resultaram na sua vitória, citando nominalmente cada um. A começar pelos correligionários do PSD, os deputados “firmes, fiéis e guerreiros”  Adolfo Menezes, Alex da Piatã, Pastor Carlos Ubaldino e “às rainhas Ivana Bastos, Ângela Sousa e Mirela Macedo”. O presidente agradeceu também o apoio recebido do PP e em especial ao deputado Luiz Augusto, pela “grandeza e espírito público”, “responsável direto pela vitória. Vamos presidir juntos, Luiz”, anunciou Coronel.

DEMOCRACIA

Agradecimentos também foram dispensados aos deputados  do PSL, Manassés  e Alan Castro, “bravos guerreiros e alavancadores da vitória”.  O democrata Sandro Régis foi lembrado pelo novo presidente do Parlamento baiano, assim como toda a bancada estadual do DEM, citada nominalmente por Coronel. A gama de partidos que garantiram a vitória na disputa da presidência incluiu o PMDB. Os deputados Hildécio Meireles e David Rios receberam agradecimentos do novo presidente, assim como “os pioneiros” no apoio político, que emprestaram “musculatura” à candidatura.

Receberam nominalmente os agradecimentos deputados de quase todos os partidos com representação na Assembleia Legislativa, dentre eles os tucanos Adolfo Viana e Carlos Geilson, Soldado Prisco, do PPS; Jânio Natal, do PTN; Marcell Moraes, do PV; José de Arimateia e Sildevan Nóbrega, do PRB;  Heber Santana, do PSC; Nelson Leal, do PSL. A todos o presidente eleito prometeu “não decepcionar”, assim como garantiu que será presidente também dos que “não acreditaram” na sua candidatura inicialmente, mas que vieram a se transformar em “incentivadores”.

Ao deputado Marcelo Nilo (PSL), Ângelo Coronel elogiou pelos dez anos que passou no comando da Assembleia Legislativa e garantiu que o “embate acabou” ontem, após a eleição. “Amanhã será um novo dia”, anunciou, adiantando que retribuirá o tratamento que recebeu de Nilo  enquanto este esteve presidente. Coronel lembrou o apoio recebido de parte dos deputados federais eleitos pela Bahia e, como fez com os estaduais, citou um por um: Elmar Nascimento, Paulo Azi, Ronaldo Carletto, Cacá Leão, Mário Negromonte Jr, Lúcio Vieira Lima, Jutahy Magalhães, Antônio Imbassahy, João Gualberto, Félix Mendonça “e toda bancada federal do PSD”.

O atual vice-prefeito de Salvador, “o amigo Bruno Reis”, mereceu agradecimento especial por ter sido “o primeiro a apostar neste projeto” e responsável pelo convencimento de Coronel quanto à disputa pelo cargo de presidente do Legislativo baiano. “O querido amigo ACM Neto”, prefeito da capital, igualmente mereceu deferência especial, sobretudo por convencer a oposição a apoiar a candidatura ontem vitoriosa.

O presidente do Legislativo agradeceu também ao governador Rui Costa e ao ex-governador Jaques Wagner “pela isenção” no processo de disputa do cargo e por terem  buscado “a unidade da base” política. Por fim, e confessadamente proposital, o presidente Ângelo Coronel agradeceu ao senador Otto Alencar, presidente do PSD, “amigo e compadre” pela “coragem, compreensão, incentivo e apoio muito importantes e fundamentais para a conquista”. Ao encerrar o discurso, o presidente anunciou que, “de hoje em diante, lutaremos por um parlamento unido, respeitado e independente” e clamou: “Viva a democracia. Vamos à luta”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109974 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]