Operação Eficiência: justiça decreta prisão de Eike Batista; investigação indica pagamento US$ 16,5 milhões para ex-governador Sérgio Cabral; empresário é considerado foragido

Empresário Eike Fuhrken Batista da Silva está no exterior e não é encontrado pelos agentes federais. Operação mira grupos de pessoas acusadas de lavagem de dinheiro no valor de 100 milhões de dólares. Investigações indicam pagamento US$ 16,5 milhões para ex-governador Sérgio Cabral simulando a venda de uma mina de ouro.
Empresário Eike Fuhrken Batista da Silva está no exterior e não é encontrado pelos agentes federais. Operação mira grupos de pessoas acusadas de lavagem de dinheiro no valor de 100 milhões de dólares. Investigações indicam pagamento US$ 16,5 milhões para ex-governador Sérgio Cabral simulando a venda de uma mina de ouro.
Empresário Eike Fuhrken Batista da Silva está no exterior e não é encontrado pelos agentes federais. Operação mira grupos de pessoas acusadas de lavagem de dinheiro no valor de 100 milhões de dólares. Investigações indicam pagamento US$ 16,5 milhões para ex-governador Sérgio Cabral simulando a venda de uma mina de ouro.
Empresário Eike Fuhrken Batista da Silva está no exterior e não é encontrado pelos agentes federais. Operação mira grupos de pessoas acusadas de lavagem de dinheiro no valor de 100 milhões de dólares. Investigações indicam pagamento US$ 16,5 milhões para ex-governador Sérgio Cabral simulando a venda de uma mina de ouro.

A Justiça decretou nesta quinta-feira (26/01/2017) a prisão preventiva do empresário Eike Fuhrken Batista da Silva, e a Polícia Federal fez uma operação de busca e apreensão em sua residência e escritórios, no Rio de Janeiro. Como Eike está em viagem ao exterior, os agentes federais não encontraram o empresário em sua casa, e ele passou a ser considerado foragido da Justiça. Os advogados de Eike disseram que ele vai se apresentar à Polícia Federal assim que retornar ao Brasil.

As buscas fazem parte da Operação Eficiência, segunda fase da Operação Lava Jato no Rio. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal, com o apoio da Receita Federal, cumpriram nove mandados de prisão preventiva, quatro de condução coercitiva e 22 de busca a apreensão contra acusados de lavagem de dinheiro no valor de cerca de 100 milhões de dólares (cerca de 317 milhões de reais).

Na primeira fase, chamada de Operação Calicute, foi preso o ex-governador Sérgio Cabral, em novembro, acusado de receber mais de 200 milhões de reais num esquema de corrupção. Nesta quinta-feira, as autoridades também fizeram buscas nas casas de outras pessoas, todas relacionadas com o ex-governador. Entre elas estão Susana Cabral, ex-mulher de Cabral e prima do presidente do PSDB, Aécio Neves, e o irmão do ex-governador Maurício Cabral.

Batista chegou a ser considerado o oitavo homem mais rico do mundo em 2010 pela revista Forbes, que na época calculou sua fortuna em cerca de 30 bilhões de dólares. Nos últimos anos, no entanto, as empresas dele enfrentaram sérios problemas financeiros, em parte devido a uma série de arriscadas operações de mercado que acabaram por levar o empresário à falência. No ano passado, Eike se apresentou voluntariamente à Justiça para colaborar com as investigações da Lava Jato.

Em sua declaração, confessou ter colaborado com algumas campanhas eleitorais por meio de doações não declaradas e que correspondiam a propinas estipuladas para vencer licitações de contratos com empresas públicas.

Mina de ouro

Investigações indicam que Eike Batista realizou pagamento US$ 16,5 milhões para ex-governador Sérgio Cabral simulando a venda de uma mina de ouro.

As investigações miram pagamentos de propina durante o governo de Sergio Cabral (2007 a 2014), que também é alvo de um mandado de prisão preventiva durante a Operação Calicute e está detido na penitenciária de Bangu.

Operação Eficiência é a Operação Calicute

A Operação Eficiência é um desdobramento da Operação Calicute que prendeu o ex-governador Sergio Cabral; Eike não foi encontrado em casa pelos agentes da PF.

Baixe

Decisão Judicial que determinou prisão de Eike Batista

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120541 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.