Operação Ameaça Fantasma: Polícia Federal desarticula quadrilha que fraudava a Previdência Social em Juazeiro

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Polícia Federal cumpriu, durante a Operação Ameaça Fantasma, oito mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão.
Polícia Federal cumpriu, durante a Operação Ameaça Fantasma, oito mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão.
Polícia Federal cumpriu, durante a Operação Ameaça Fantasma, oito mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão.
Polícia Federal cumpriu, durante a Operação Ameaça Fantasma, oito mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão.

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério da Previdência e Ministério Público Federal, deflagram na manhã de hoje (15/12/2016), a operação ‘Ameaça Fantasma’, com o objetivo de desarticular quadrilha que praticava fraudes na Agência da Previdência Social em Juazeiro.

Na ação, 40 policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão temporária, nos municípios de Juazeiro/BA, Sento Sé/BA e Petrolina/PE.

Segundo restou apurado, foram criados diversos benefícios fraudulentos através de inserção de dados falsos nos sistemas do INSS. Pessoas inexistentes (sem cadastro na Receita Federal ou qualquer outro registro) eram cadastradas como beneficiários de pensões por morte (informando-se o falecimento de pessoas também inexistentes) que geravam altos valores de pagamentos retroativos.

Em seguida, os “representantes legais” dos beneficiários compareciam às agências bancárias para receber os valores dos benefícios.

Os saques fraudulentos apurados até o momento chegam a um valor aproximado de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais). Os envolvidos nas fraudes responderão pela prática dos crimes de estelionato qualificado, associação criminosa e inserção de dados falsos nos sistemas de informação da Administração Pública, cujas penas variam de 01 a 12 anos de prisão.

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).