‘Dia Mundial do Diabetes’ é comemorado com ações em todo o mundo

14 de novembro, 'Dia Mundial do Diabetes'.

14 de novembro, ‘Dia Mundial do Diabetes’.

Falar de prevenção do diabetes é o mesmo que fazer um sério alerta para necessidade de mudanças de hábitos de vida, como ajuste na alimentação e incentivo à prática de exercícios físicos. E é exatamente isso que centenas de médicos, clínicas e instituições do mundo estarão empenhadas em fazer na próxima segunda-feira (14/11/2016), quando se comemora o Dia Mundial do Diabetes (14/11), doença que hoje atinge 13 milhões de brasileiros.

Desde 2007, O Dia Mundial do Diabetes é lembrado pela Sociedade Brasileira de Diabetes com o objetivo de concentrar esforços para conscientizar a população sobre a doença e suas formas de prevenção. O diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. O problema envolve o metabolismo da glicose no sangue, podendo ser apresentado de várias maneiras.

Para quem não sabe, a Diabetes Melitus é dividida em dois tipos principais, sendo que o Tipo 1, na maioria dos casos, acomete mais crianças, adolescentes e jovens (até 35 anos) e na do Tipo 2 a incidência é maior após os 40 anos. No primeiro tipo, o organismo do indivíduo não produz insulina, o que faz com que a doença se relacione diretamente com o mau funcionamento do pâncreas.

Já o Tipo 2 é relacionado com o peso, com o acúmulo de gordura visceral, o que faz com que o açúcar entre na corrente sanguínea mas não consiga penetrar nas células para que seja transformado em energia. Segundo a endocrinologista do Método Ravenna, Dra. Sílvia Jesuíno, o Tipo 2 se desenvolve em um processo contínuo, lento e progressivo. “É um círculo vicioso, no qual o açúcar “sobra” no corpo e aumenta significativamente o risco de diabetes”.

Dra. Silvia esclarece que o número de diabéticos está aumentando em virtude do crescimento e do envelhecimento populacional, da maior urbanização, da progressiva prevalência de obesidade e sedentarismo, assim como pela maior sobrevida dos pacientes. “Um alerta importante é sobre o diagnóstico tardio, que favorece o aparecimento de complicações como acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio, cegueira e insuficiência renal”, alerta.

Alguns números sobre a doença divulgados pela Sociedade Brasileira de Diabetes:

– Atualmente, há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes no Brasil, o que representa 6,9% da população

– Cerca de 80% dos indivíduos com diabetes vivem em países em desenvolvimento, onde a epidemia tem maior intensidade e há crescente proporção de pessoas acometidas em grupos etários mais jovens.

– Os gastos diretos com o diabetes variam entre 2,5 e 15% do orçamento anual da saúde de um país, dependendo de sua prevalência e do grau de complexidade do tratamento disponível. Estimativas do custo direto para o Brasil oscilam em torno de 3,9 bilhões de dólares, em comparação com 0,8 bilhão para a Argentina e 2 bilhões para o México

– A Federação Internacional de Diabetes (IDF) estima que mais de 550 milhões de pessoas em todo mundo terão a doença até 2035.

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade

Facebook do JGB

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]