Bahia apresenta força da produção cacaueira da agricultura familiar em São Paulo

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Secretário Jerônimo Rodrigues palestrou durante 'Fórum Estadão - A importância do cacau para a economia brasileira'.
Secretário Jerônimo Rodrigues palestrou durante 'Fórum Estadão - A importância do cacau para a economia brasileira'.
Secretário Jerônimo Rodrigues palestrou durante 'Fórum Estadão - A importância do cacau para a economia brasileira'.
Secretário Jerônimo Rodrigues palestrou durante ‘Fórum Estadão – A importância do cacau para a economia brasileira’.

O secretário de Desenvolvimento Rural do Estado, Jerônimo Rodrigues, esteve em São Paulo nesta quinta-feira (10/11/2016), representando o governador Rui Costa, durante o ‘Fórum Estadão – A importância do cacau para a economia brasileira’. O evento tem por objetivo debater a modernização da produção do cacau e as soluções para o seu crescimento e desenvolvimento econômico.

O secretário destacou que 90% da produção de cacau na Bahia é proveniente da agricultura familiar. “É possível que tenhamos mais desafios com implementação de programas de assistência técnica, de financiamento, mas o governo estadual está investindo no crescimento produtivo deste fruto, que representa muito para economia baiana e brasileira”, ressaltou Rodrigues.

O secretário acrescentou que o governo estadual anunciou, no mês de outubro, novos investimentos no valor de R$ 10 milhões para projetos da cultura do cacau, por meio do edital de fruticultura do Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

O estado vive momento de retomada da produção e investe cada vez mais em qualidade das amêndoas, matéria-prima que tem atraído chocolateiros da Europa. No segundo semestre de 2015, a Bahia quebrou jejum de 20 anos sem exportar, com envio de 6,4 mil toneladas de amêndoas de cacau, avaliadas em R$ 19,4 milhões, para a Europa, o que deu novo ânimo aos cacauicultores do estado. O Brasil possui 490 mil hectares cultivados com cacaueiros em diferentes regiões e três principais zonas distintas de produção dos biomas Amazônia e Mata Atlântica, sendo um deles o sul da Bahia.

O evento, promovido pelo Estadão em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e a Associação Nacional das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC), reuniu especialistas, produtores, sindicalistas, entidades do setor e representantes do Poder Público.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121615 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.