Presidente do Instituto Lula inclui conteúdo de acervo presidencial em sua defesa

Defesa de Paulo Okamotto pede rejeição de denúncia.
Defesa de Paulo Okamotto pede rejeição de denúncia.
Defesa de Paulo Okamotto pede rejeição de denúncia.
Defesa de Paulo Okamotto pede rejeição de denúncia.

Nesta sexta-feira (21/10/2016), o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, apresentou sua defesa referente ao processo que investiga o acervo presidencial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os advogados de Okamotto apresentaram o conteúdo do acervo acumulado pelo ex-presidente durante seus dois mandatos. São 369 mil cartas, cerca de 10 mil livros e mais de 15 mil discursos.

O acervo conta também com incontáveis camisas de times de futebol, um capacete do Ayrton Senna, esculturas, artesanatos, faixas, prêmios, medalhas, troféus, quadros, charutos e até farinha.

Lula, que é reconhecido como o melhor presidente do Brasil, acumulou nove contêineres que formam este acervo privado, de interesse público e do povo brasileiro, regulado pela Lei 8394/91, que determina que este seja preservado pelos ex-presidentes.

Atualmente o acervo se encontra lacrado pelas investigações, mas o Instituto Lula tem como projeto colocá-lo em exposição para a população e em breve disponibilizará online o catálogo de fotografias do acervo.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108791 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]