Feira de Santana: vereador diz que aluno da UEFS foi agredido por ser evangélico

Edvaldo Lima diz que irregularidades que estão acontecendo na UEFS.
Edvaldo Lima diz que irregularidades que estão acontecendo na UEFS.
Edvaldo Lima diz que  irregularidades que estão acontecendo na UEFS.
Edvaldo Lima diz que irregularidades que estão acontecendo na UEFS.

Durante discurso na tribuna da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (24/10/2016), o vereador Edvaldo Lima (PP) denunciou uma “agressão” ocorrida dentro da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) contra o aluno de Pedagogia, Luiz Eduardo Valadares Souza, motivada, segundo ele, por causa da sua ideologia religiosa.

“Eu trago nesta manhã um assunto que nos traz uma preocupação muito grande referente à Universidade Estadual de Feira de Santana, uma instituição respeitosa, uma instituição tem professores que eram vereadores nesta Casa, que sabem do papel fundamental da nossa universidade. Mas o que me traz aqui é para denunciar as irregularidades que estão acontecendo na UEFS. Há uma discriminação, um preconceito, uma humilhação para com a sociedade cristã”, afirmou.

Segundo Edvaldo Lima, o estudante teria sofrido agressão física e moral. “O fato é que esse jovem, esse cidadão, que estuda Pedagogia na universidade foi agredido moral e fisicamente, por conta do seu comportamento cristão. Levou um tapa no rosto, porque não concordava com a ideologia que estava sendo implantado naquela sala. Queriam que ele estudasse uma matéria, mas ele se recusou, afirmando que faria o trabalho em cima do que está no texto, e não do que está sendo imposto. Porém, uma aluna, que estava do outro lado da sala, levantou e bateu no rosto daquele cidadão”, informou.

O edil disse que já comunicou a direção da instituição sobre as agressões sofridas pelo referido aluno evangélico. “Estive em uma reunião, na quinta-feira da semana passada, com a vice-reitora daquela universidade, professora Norma Lúcia Fernandes de Almeida, para informá-la sobre um aluno daquela universidade que nos procurou aqui nesta Casa e procurou também o doutor Átila Leite, para tomar providências devido à humilhação que está passando dentro da UEFS”.

Em aparte, o vereador Justiniano França (DEM) comentou o assunto. “Acredito que temos que ser solidários a esse aluno, ele deve dar uma queixa na delegacia, por conta da agressão, e acho que a Comissão de Direitos Humanos desta Casa pode intervir. As pessoas podem discutir no campo das ideias, mas agressão não cabe nem de uma parte nem de outra”, lamentou.

Também fazendo uso do aparte, o vereador Welligton Andrade (PSDB) se pronunciou sofre o fato.  “Já fiz várias críticas à UEFS, mas, neste caso em particular, o senhor diz que foi um colega que agrediu um evangélico, a universidade não pode ser responsabilizada por uma ação isolada de um aluno, mas deve punir quem praticou agressão. Cuidado para não responsabilizarmos a universidade por uma ação isolada”, alertou.

Novamente com o uso da palavra, Edvaldo Lima continuou relatando outros problemas relacionados ao referido aluno, afirmando que Luiz Eduardo Valadares Souza foi expulso da sala pelos colegas e ficou impedido de assistir aula por quase 30 dias.

Segundo o edil, outros evangélicos têm sofrido perseguição e preconceito dentro da instituição. “O mais grave é que não só esse aluno, mas outros cristãos já foram ao meu gabinete e já se queixaram desta mesma forma, mas eu não trouxe o assunto a esta Casa, mas agora está muito pior do que pensava: estão tentando de todas as maneiras calar a boca do cristianismo dentro de uma universidade onde deveria haver pluralidade”, avalia.

Na oportunidade, Edvaldo Lima apresentou notas de repúdio contra o aluno mencionado, emitidos pelo Diretório Central dos Estudantes da UEFS, Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Adufs) e da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). O edil contestou a reação dessas instituições, ressaltando que o único agredido foi o estudante evangélico.

Para o vereador, Luiz Eduardo está sendo perseguido por ser também seu defensor e ser fã do deputado federal Jair Bolsonaro (PP). “Olha o que circula nas redes sociais: ‘pastor evangélico, fã de Bolsonaro, defensor de Edvaldo Lima. Estudante de pedagogia que agrediu fisicamente a colega de turma na UEFS’”, ressaltou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112875 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]