Feira de Santana: vereador Beldes Ramos faz defesa do Governo do Estado no caso UPA do HGCA

Vereador Beldes Ramos destacou correto funcionamento da unidade de saúde do Estado.
Vereador Beldes Ramos destacou correto funcionamento da unidade de saúde do Estado.
Vereador Beldes Ramos destacou correto funcionamento da unidade de saúde do Estado.
Vereador Beldes Ramos destacou correto funcionamento da unidade de saúde do Estado.

Em pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira (25/10/2016), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador petista Beldes Ramos disse ter ficado impressionado com os discursos unilaterais ouvido na tribuna sobre a contratação de funcionários para trabalhar na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Na oportunidade, o edil defendeu o atendimento dado à população no hospital supracitado.

“Então as policlínicas estão funcionando bem, ninguém precisa ir para as filas durante a madrugada, não falta medicamentos, como Buscopam e Dipirona, e se precisar de uma benzetacil, tem que ir à farmácia comprar e voltar, porque na policlínica também não tem. José Carneiro falou da seleção da UPA do Clériston. E quero saber como é feita a contratação das policlínicas e postos de saúde da cidade? Outra coisa: para ser atendido na policlínica o paciente precisa passar pelo político. A UPA do Clériston está funcionando. E a UPA da Mangabeira?”, questionou.

Em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro (PSDB), disse que o Governo do Estado não pode falar em contratação por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), porque, segundo ele, já contratou 12 mil este ano. “As policlínicas estão superlotadas em decorrência da falta de compromisso do Estado com o HGCA”, afirmou.

De volta com a palavra, Beldes lembrou que o HGCA é hospital de urgência e emergência que a maioria dos atendimentos se refere a casos clínicos. Disse também que os postos de saúde e policlínicas regulam para o referido hospital os pacientes de cardiologia, que deveriam ser encaminhados para o Incardio.

“Isso é politicagem para prejudicar o Estado, politicagem de desgaste contra o Clériston. Não venha falar do Clériston sem falar na perversidade que o Município faz na saúde, que não atende e delega o serviço ao Estado. A verba é do SUS, federal, é nossa e precisa ser tratada com respeito. Quanto aos REDAs contratos pelo Estado, foram para contemplar pessoas da educação que já estão lá”, avaliou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108072 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]