Feira de Santana: prefeito José Ronaldo lamenta morte de padre Hipólito Maria Chemello

Hipólito Maria Chemello (Popó). Padre atuou durante 15 anos na Paróquia de Todos os Santos.

Hipólito Maria Chemello (Popó). Padre atuou durante 15 anos na Paróquia de Todos os Santos.

Em mensagem enviada de Bogotá, onde se encontra participando de um seminário internacional sobre mobilidade urbana, o prefeito José Ronaldo de Carvalho lamentou a morte de padre Hipólito Maria Chemello, o padre Popó, como era carinhosamente conhecido entre os católicos feirenses.

“Lamento profundamente. Foi um religioso muito querido e trabalhador, um incansável na busca da paz e do bem. Fez bastante por nossa cidade”, diz o prefeito de Feira de Santana.

Padre Popó nasceu em 23/04/1931, na Italia, e ordenado padre jesuíta em 08/12/1961. Atuou durante 15 anos na Paróquia de Todos os Santos, no bairro Queimadinha, em Feira de Santana. Chegou como vigário em 1998. Cinco anos depois assumiu como pároco.

Lutou pela implantação da Unidade Básica de Saúde Todos os Santos, na Queimadinha. No Natal, se vestia de papai Noel e distribuia presentes a crianças carentes.

Apoiou iniciativas importantes, como a Infancia Missionária. Recebeu da Câmara Municipal o Título de Cidadão Feirense. Em 2013, por conta de sua saúde debilitada, foi transferido para Salvador e posteriormente para a Arquidiocese de Fortaleza.

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade



Publicidade

Facebook do JGB

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]