Deputado Targino Machado classifica proibição das vaquejadas no Brasil como ‘lambança’ do Supremo Tribunal Federal

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Vaquejada.
Vaquejada.
Vaquejada é considerada patrimônio imaterial da cultura brasileira. Deputado Targino Machado critica decisão do STF sobre legalidade da vaquejada.
Vaquejada é considerada patrimônio imaterial da cultura brasileira. Deputado Targino Machado critica decisão do STF sobre legalidade da vaquejada.

Em discurso no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia nesta tarde de quarta-feira (19/10/2016), o deputado estadual Targino Machado defendeu, mais uma vez, a permanência das vaquejadas no calendário cultural brasileiro. Esses eventos foram julgados como inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no início do mês, o que revoltou a todos.

Segundo o parlamentar, enquanto se busca proteção aos “animais irracionais”, a população fica à mercê das medidas protetivas do Estado, União e do próprio STF.

“Enquanto se busca medidas protetivas para proteger os “animais irracionais”, ficamos, nós outros, animais racionais, à mercê da ausência de medidas protetivas do Estado, da União ou do Supremo Tribunal Federal, que presenteou o Brasil e, de forma especial, o Nordeste, com uma lambança sem tamanho e sem precedentes, desconhecendo as medidas protetivas que ele nunca foi capaz de adotar em direção aos animais, mas que os vaqueiros e proprietários de animais já fazem há muito tempo”, afirmou.

De acordo com o deputado, o STF cometeu uma verdadeira “lambança” ao proibir as vaquejadas em todo o país.

“Pergunto ao Ministro Marco Aurélio quando vai se espraiar medidas protetivas para nossas crianças que estão morrendo de fome à míngua de carinho e proteção? Essa medida do STF é uma misto de lambança com hipocrisia e entendam como quiserem aqueles que defendem essas medidas protetivas e que enxergam atos de crueldade contra os animais onde não existe. Falta é coração, alma, humanidade e sobra lambança. Falta responsabilidade e compromisso com o Nordeste”, disse.

Ainda para Targino, a população baiana, que hospeda 60% do Semiárido nordestino, é a que mais sofrerá com essa medida do STF.

“Infelizmente aparecem umas figuras assim, quase deuses, que se julgam mais reais que o rei, mais deuses que os deuses e apontam para a cabeça de milhares de nordestinos a ameaça do desemprego, da fome. A Bahia hospeda 60% do Semiárido nordestino. Dentre os estados do Nordeste, nós seremos o que mais vamos sofrer com esse ‘excesso de inteligência’ das supremas condutas do Supremo Tribunal Federal, que deveria estar preocupado com tantas irresponsabilidades que acontecem neste país”, finalizou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113536 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]