Setembro Amarelo: suicídio faz mais vítimas que o HIV, alerta especialista

Luiz Henrique Braga palestra sobre o Setembro Amarelo.
Luiz Henrique Braga palestra sobre o Setembro Amarelo.
Luiz Henrique Braga palestra sobre o Setembro Amarelo.
Luiz Henrique Braga palestra sobre o Setembro Amarelo.

A cada 45 minutos morre uma vítima de suicídio no Brasil. O país é o oitavo no ranking de suicídio e o primeiro na América Latina, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Preocupados com a situação, os profissionais da Rede Pública Municipal de Saúde se engajaram na campanha Setembro Amarelo, que tem como objetivo a prevenção ao suicídio bem como chamar a atenção da sociedade para essa questão.

A Secretaria Municipal de Saúde realizou, através da Coordenação de Saúde Mental, uma programação alusiva ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. O evento aconteceu nesta segunda-feira (20/09/2016), no auditório da SMS, com a palestra “Alcançando e Salvando Vidas: Prevenindo suicídio” realizada pelo médico psiquiatra Dr. Luiz Henrique Braga.

Segundo o palestrante, a depressão e o transtorno afetivo bipolar são os principais sintomas que provocam o suicídio – 38% dos casos estão relacionadas a essas duas vertentes. “Estamos falando de uma questão que tira cerca de 800 mil vidas por ano. Mata mais que o HIV”, alertou o psiquiatra logo no inicio de sua palestra.

Luiz Braga expôs ainda que “o número é crescente quando se trata dos jovens, devido o aumento do consumo de drogas psicoativas por este grupo”. O médico falou da importância de abordarmos esse tema para vencer o tabu e preconceito que ainda é grande na sociedade.

De acordo com a enfermeira da Saúde Mental, Mariana Rios, 90% dos casos de suicídio poderiam ser evitados. “Esse tipo de evento é importante para conscientizar e alertar a todos”. Já a coordenadora de Saúde Mental Robervania Cunha destacou que “a ideia é tocar a todos com a campanha”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109744 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]