Secretário-executivo Moreira Franco diz que declaração de Eduardo Cunha sobre governo não o deixa “zangado”

Eduardo Cosentino da Cunha durante votação que cassou mandato de deputado federal.
Eduardo Cosentino da Cunha durante votação que cassou mandato de deputado federal.

O secretário-executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, disse na terça-feira (13/09/2016) que não ficou “zangado” com a declaração do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de que ele seria a “eminência parda” do governo federal por trás da cassação de seu mandato de deputado federal.

Após a sessão de ontem (12), Cunharesponsabilizou o governo Temer por sua cassação pelo apoio dado pelo Palácio do Planalto à eleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a presidência da Casa.

Segundo Cunha, “todo mundo sabe que o governo hoje tem uma eminência parda e quem comanda o governo é o Moreira Franco, que é o sogro do presidente da Casa [Rodrigo Maia]. Todo mundo sabe que o sogro do presidente da Casa comandou uma articulação e fez com que fosse feita uma aliança com o PT e, consequentemente, com isso a minha cassação estava na pauta”, disse o agora ex-deputado.

Para Moreira Franco, a declaração de Cunha não faz sentido e foi dada em um momento tenso pelo qual o ex-deputado passava. “Não vou ficar zangado com ele e não vou não compreender [a atitude tomada] em um momento de grande tensão e de grande dificuldade que ele estava vivendo. Não vou ter uma outra atitude que não esta”, disse o ministro após participar do anúncio das primeiras obras do PPI.

“Toda essa teoria é fruto da percepção dele [Eduardo Cunha] e está no plano teórico. Não há nenhuma razão para ele citar meu nome. Não sou eminência parda. Ele disse que eu sou, mas eu não sou”, acrescentou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108884 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]