Manifestação pelo circo itinerante ocorre em Salvador

Cartaz anuncia 'Manifestação pelo circo itinerante'.
Cartaz anuncia 'Manifestação pelo circo itinerante'.
Cartaz anuncia 'Manifestação pelo circo itinerante'.
Cartaz anuncia ‘Manifestação pelo circo itinerante’.

Nesta quarta-feira, (14/09/2016), a Mobilização Nacional dos Circos Itinerantes reúne artistas circenses na Praça Municipal de Salvador, com programação iniciando às 9h. O evento acontece na Bahia e em outros estados brasileiros, simultaneamente. O Colegiado Setorial de Circo é a entidade representativa do ato, na capital baiana, ato que conta com apoio do Núcleo de Artes Circenses da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Os organizadores da manifestação argumentam que o circo oferece muita contribuição ao povo brasileiro e à sociedade como um todo, e necessita de uma política pública cultural voltada à fruição e a circulação de seus espetáculos.  A programação em Salvador inclui apresentações artísticas com falas e distribuição de panfletos; entrega de pautas específicas na Fundação Gregório de Matos, Secult, Funceb, Câmara dos Vereadores; e, finalizando, às 14h, ida para UPB e Assembleia Legislativa da Bahia.

Participam deste ato nacional: circos itinerantes brasileiros, ABACDI- Associação Brasileira de Artes, Cultura e Diversões Itinerantes (RJ), APOCIRCO- Associação Potigua de Circo (RN), APAECE- Associação dos Proprietários, Artistas e Escolas de Circo do Ceará – (CE), SATED/PE, SATED/SE, SATED/AL, Colegiado Setorial de Circo da Bahia – (BA), Escola de Circo PIOLIN – (PB), Grupo Churupita de Circo e Teatro – (ES), Nos’Arte – Coremas (PB).

Reivindicações – “O circo baiano tem enfrentado muitos problemas em diversas dimensões, tanto no campo simbólico: no que diz respeito à cultura, ao preconceito e má informação; quanto no aspecto físico: falta de terrenos para se instalarem ou abertura de ruas e praças para atuarem”, registrou Alda Fátima de Souza, do Colegiado Setorial de Circo.

Entre as necessidades listadas pelos manifestantes estão: terrenos para instalação de circos com infraestrutura adequada; atendimento médico aos circenses nas cidades por onde passam; atenção à educação dos circenses na sua itinerância; reconhecimento por parte dos Juizados de Menores da importância da participação dos filhos de circenses nos espetáculos, como aprendizado e continuidade da arte circense; setor específico nas prefeituras para liberação de documentação para instalação dos circos (desburocratização).

Também figuram na lista de reivindicações: taxas únicas e anuais, a exemplo de ART’s do Corpo de Bombeiros e Engenheiro, Alvarás de Funcionamento e outros; redução das taxas e impostos; abertura das praças para apresentações artísticas; incentivo à formação e qualificação dos artistas (aumento de recursos financeiros); editais específicos nas prefeituras; investimento nas escolas de Circo e ONG’s (aumento de recursos financeiros); criação de Leis Estaduais e Municipais que atendam aos circenses.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109911 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]