Feira de Santana: Diretor de Áreas Verdes Deodato Peixinho nega de forma veemente que tenha acusado secretário Ícaro Ivvin de atos de violência

Deodato Peixinho critica destruição os espaços públicos de Feira de Santana.
Deodato Peixinho critica destruição os espaços públicos de Feira de Santana.

O diretor de Áreas Verdes do município de Feira de Santana, José Deodato Peixinho Filho, nega ter acusado o secretário municipal de Serviços Públicos de Feira de Santana, Ícaro Ivvin, de ato de violência. Posição sobre o fato foi transmitido pelo agente político à redação do Jornal Grande Bahia (JGB), através de contato telefônico, realizado na manhã de hoje (16/09/2016).

Além de denegar altercação com o secretário, Deodato Peixinho nega que tenha mantido contato com pessoas da imprensa solicitando presença na secretaria com a finalidade de registar fatos e nega, também, que exista qualquer constrangimento administrativo ou pessoal com o secretário Ícaro Ivvin.

Deodato Peixinho afirma seguir uma rotina de gestão administrativa, com discussões, com interpelações no afim de promover o melhor desenvolvimento das ações da SESP, prioritariamente do departamento de áreas verdes.

As declarações foram transmitidas ao jornal com a finalidade de prestar esclarecimento sobre a matéria publicada pelo JGB, ontem (15), com título ‘Feira de Santana: diretor de Áreas Verdes Deodato Peixinho acusa secretário Ícaro Ivvin de ato de violência’

Depoimento

Além dos esclarecimentos e negativas, Deodato Peixinho registrou o seguinte depoimento sobre os fatos ocorridos na tarde de quinta-feira (15):

— Eu não estava na secretária para determinar ou estabelecer o que houve ou quem teria promovido a queda do vidro. Já era um vidro quebrado ao meio.

— Também não tive como comprovar e nem verificar se documentos foram pegos em minha sala, ou até mesmo afirmar se alguém adentrou a sala.

— No momento do ocorrido eu estava fazendo paisagismo na Praça do Ex-combatente e ninguém na secretaria me informou quem ou o que houve com a porta.

— Em nenhum momento eu mantive contato com qualquer pessoa ligada à imprensa sobre o fato.

— Recebi do departamento uma ligação informando que o vidro da parte inferior da porta estava caído.

— Fui à secretaria, verifiquei o fato, solicitei a reposição do vidro e retornei para a praça.

— Na saída da secretaria, fui interpelado pelo repórter Mário Sepulveda que se posicionou em pergunta e afirmação. Quebraram a porta do seu departamento? Respondi que alguma coisa aconteceu. Ele perguntou se eu queria dar uma entrevista sobre isso. Disse que não, porque não tinha nada a dizer. Retornei para a praça do Ex-combatente.

— Ao retornar da praça, reencontrei o repórter na secretaria. Ele me abordou, mais uma vez, afirmando quem teria quebrado a porta. Se eu queria dar entrevista sobre o fato. Da mesma forma anterior respondi que não.

Perguntas

Ao final das declarações, o JGB questionou o diretor a respeito de alguns dados. Dentre eles, em qual horário se encontrava na secretaria e em qual horário se encontrava na Praça do Ex-combatente.

Deodato Peixinho declarou que: “quando cheguei à Praça do Ex-combatente, não me atinei para a questão de horário. Eu estava na secretaria o tempo todo, saí, para ir à praça e retornei à secretaria, retornei à praça, e ao final da tarde e fiquei na secretaria até as 17:45 horas.

Segundo Deodato Peixinho, foi Leonardo que ligou às 16 horas da quinta-feira, do telefone (075)3602-8121. Ele trabalha no gabinete do diretor.

Questionado sobre se conhece Michelle Cerqueira Cedraz, Deodato Peixinho disse que desconhece a pessoa e que nunca há viu na secretaria.

Pressões

Fontes do Jornal Grande Bahia narram que, ao negar os fatos divulgados, o diretor Deodato Peixinho agiu sob pressão política. As fontes disseram também que novos documentos e relatos podem ser apresentados, com a finalidade esclarecer a opinião pública.

Leia +

Contratação da namorada do secretário municipal de Serviços Públicos de Feira de Santana, como cabo de turma do serviço de limpeza urbana, é questionada

Secretário de Serviços Públicos de Feira de Santana emite nota contestando publicação do Jornal Grande Bahia e ameaçando veículo com processo

Jornal Grande Bahia apresenta cópia de documento em que consta Michelle Cedraz como cabo de turma do serviço de limpeza pública de Feira de Santana; veículo vai encaminhar representação ao MPBA e TCM

Feira de Santana: diretor de Áreas Verdes Deodato Peixinho acusa secretário Ícaro Ivvin de ato de violência

Feira de Santana: diretor de Áreas Verdes Deodato Peixinho nega de forma veemente que tenha acusado secretário Ícaro Ivvin de atos de violência

Feira de Santana: caso do diretor Deodato Peixinho x secretário Ícaro Ivvin; a verdade revelada

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9750 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).