Contra o Golpe: em Salvador, Grito dos Excluídos protesta por defesa da democracia e contra o governo de Michel Temer

Manifestante pede saída de Michel Temer.
Manifestante pede saída de Michel Temer.
Manifestante pede saída de Michel Temer.
Manifestante pede saída de Michel Temer.

No Centro de Salvador, manifestantes fizeram passeata hoje (07/09/2016) na 22ª edição do Grito dos Excluídos, com a participação de representantes de movimentos sociais, religiosos e centrais sindicais.

Concentrados na Praça Dois de Julho, no Campo Grande, os participantes incluíram mais duas demandas ao movimento pelos direitos das minorias: a saída de Michel Temer da Presidência da República e a realização de eleições gerais.

Um dos coordenadores do movimento, padre José Carlos Silva, coordenador das Pastorais Sociais da Arquidiocese de Salvador, disse que a pauta do evento anual permanece pelos pobres e menos favorecidos, mas este ano é também pela democracia.

“A gente tem que lutar pelos mais pobres e se, neste momento, os pobres ficam cada vez mais excluídos, a Igreja tem que estar do lado deles, e apoiando. É por isso que hoje, no Grito dos Excluídos, a gente diz também “Fora, Temer”, afirmou o líder religioso.

Por volta das 11h, os manifestantes saíram do Campo Grande e seguiram, em passeata, até a Praça Castro Alves, pela Avenida Sete de Setembro. Minutos antes, pela mesma via, passou o desfile cívico, em comemoração à Independência do Brasil.

A estudante Marcela Carvalho, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), representante do Coletivo Juventude e Revolução, afirmou que o presidente  Michel Temer representa a queda da democracia, “já que entrou na presidência por meio de um golpe”.

“Estamos aqui em defesa da democracia e contra o golpe de Estado no país. A UFBA vem sofrendo corte nas verbas, e isso é uma afronta, porque é um caminho para a privatização da universidade pública. Estamos aqui em defesa disso, defendemos o governo de Dilma, que foi eleita democraticamente com 54 milhões de votos”, disse a estudante de Artes Cênicas.

Também representando coletivos populares, grupos de jovens negros gritavam pela democracia a cantavam palavras de ordem contra o atual presidente. Frases como “Nenhum passo atrás. É Fora Temer e eleições gerais”, foram cantadas pelos manifestantes que estavam, em maioria, vestidos de vernelho e branco, carregando faixas, cartazes e bandeiras contra Michel Temer.

“Estamos aqui na rua, lutando contra o golpe e a favor da vida do negro, do candomblecista, do pobre, e este governo não nos representa. Estamos aqui pedindo eleições diretas, porque não podemos ser contra a democracia. Além do retrocesso, neste ano em que lutamos contra o golpe, queremos a manutenção dos direitos que conquistamos. E esse governo não nos representa, porque ele não luta pelos negros, pelas mulheres e pelas minorias”, declarou uma das integrantes do Coletivo de Entidades Negras (CEN), Carine Machado.

Entre os sindicatos e centrais sindicais, havia representações das áreas de saúde, educação, segurança e serviços, como o sindicatos dos Trabalhadores Domésticos da Bahia. Uma das diretoras da entidade, Marinalva Barbosa, disse que é contra a chegada de Temer à Presidência da República. “Isso é um retrocesso aos movimentos sociais e às políticas públicas que estavam em andamento, por isso dizemos “Fora, Temer”. A gente vê nossos direitos ameaçados e até mesmo aqueles que ainda queremos reivindicar. Para nós, o dia 31 de agosto foi o dia da morte da democracia brasileira”, afirmou Marinalva.

Durante a passeata, líderes e coordenadores do Grito dos Excluídos se manifestaram no carro de som, em tom de crítica, contra o atual governo e à atual situação social e política do Brasil. Segundo os organizadores, mais de 15 mil pessoas participaram do ato de hoje.

A Polícia Militar não divulgou a estimativa de participantes até o fechamento desta matéria. O ato terminou no início da tarde, na Praça Castro Alves.

*Com informações da Agência Brasil.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116496 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.