Amab emite nota em solidariedade à juíza Ely Christianne e em repúdio a ataques do deputado Targino Machado

Em nota, a Amab afirma que a referida manifestação do parlamentar, à evidência, prestou-se apenas como meio de constranger a magistrada, bem como prestar ofensas ao Judiciário Baiano”.

Em nota, a Amab afirma que a referida manifestação do parlamentar, à evidência, prestou-se apenas como meio de constranger a magistrada, bem como prestar ofensas ao Judiciário Baiano”.

A Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) emitiu nota, hoje (24/09/2016), em “apoio e solidariedade à juíza eleitoral Ely Christianne Esperon de Miranda Rosa, titular da Comarca de São Gonçalo dos Campos, ao tempo em que apresenta Nota de Repúdio em face às declarações agressivas e de cunho difamatório feitas pelo deputado estadual Targino Machado (PPS)”.

A nota é decorrente de discurso proferido pelo deputado, durante comício no Município de São Gonçalo dos Campos. Por considerar a fala gravemente ofensiva, a entidade promete ingressar com ações judiciais contra o deputado Targino Machado.

Nota de Repúdio

A Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) vem hipotecar apoio e solidariedade à juíza eleitoral Ely Christianne Esperon de Miranda Rosa, titular da Comarca de São Gonçalo dos Campos, ao tempo em que apresenta esta Nota de Repúdio em face às declarações agressivas e de cunho difamatório feitas pelo deputado estadual Targino Machado contra a magistrada, em evento político. Ataques à Magistratura se distanciam dos propósitos democráticos e representam ofensa à própria sociedade.

A referida manifestação do parlamentar, à evidência, prestou-se apenas como meio de constranger a magistrada, bem como prestar ofensas ao Judiciário Baiano. A AMAB e a juíza consideram lastimável tamanha demonstração de falta de urbanidade e a postura deplorável do referido deputado em razão do vocabulário utilizado, longe da atitude esperada de uma autoridade pública e de representante da sociedade no Parlamento baiano.

Diante dos fatos lamentáveis, comprovados em gravações, a Associação dos Magistrados da Bahia ingressará com representação junto ao Ministério Público Federal (MPF), bem como na Assembleia Legislativa da Bahia, por quebra de decoro. A AMAB ainda apresentará ação penal e de indenização cível.

Mais uma vez, esta entidade repudia a manifestação promovida pelo parlamentar. Neste contexto, a Associação reafirma seu posicionamento de relação harmoniosa e de colaboração recíproca com todos os segmentos da sociedade, público e privado, sem prejuízo da defesa das prerrogativas, dos direitos e dos deveres inerentes à magistratura.

Freddy Pitta Lima, Presidente da AMAB

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).