Senadora Fátima Bezerra: impeachment representa atentado contra a Constituição Cidadã

Senadora Fátima Bezerra relembra problemas antes do PT e diz que conjunto da obra de Dilma é legado.
Senadora Fátima Bezerra relembra problemas antes do PT e diz que conjunto da obra de Dilma é legado.
Senadora Fátima Bezerra relembra problemas antes do PT e diz que conjunto da obra de Dilma é legado.
Senadora Fátima Bezerra relembra problemas antes do PT e diz que conjunto da obra de Dilma é legado.

Em discurso no Plenário nesta terça-feira (30/08/2016), a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) afirmou que a presidente Dilma Rousseff é uma mulher honesta, que nunca praticou crime de responsabilidade. A senadora disse que o processo de impeachment vem sendo escrito “com a tinta da hipocrisia e com a caligrafia da infâmia”. Na visão de Fátima, o impeachment representa um atentado contra o Estado de Direito e contra a Constituição Cidadã.

— O processo de impeachment vem da aliança de duas forças políticas moralmente degradadas: a aliança dos inconformados com a quarta derrota consecutiva e aqueles que desejavam controlar e interferir nas investigações da Lava Jato — declarou.

Fátima ressaltou que o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, é um dos responsáveis pelo impeachment, atuando com chantagem e com espírito de vingança. A senadora também criticou a atuação da imprensa na cobertura do processo e lamentou que muitos venham usando o “conjunto da obra” como desculpa para o afastamento da presidente Dilma. Fátima ainda lembrou que muitos parlamentares têm pendências na Justiça, fez críticas a governos passados e exaltou as conquistas econômicas e sociais dos governos do PT.

Confira vídeo

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9979 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).