Jornalismo do Grande Bahia na vanguarda dos debates públicos: o editorial, e a reação do STF a clivagem da Força-tarefa da Lava Jato

Jornalismo do Grande Bahia na vanguarda dos debates públicos.

De autoria de Mônica Bergamo, matéria veiculada hoje (23/08/2016) no Jornal Folha de São Paulo cita avaliação do ministro Gilmar Mendes sobre o recente episódio envolvendo a Força-tarefa da Lava Jato, a mídia reacionária e a tentativa de clivar o Supremo Tribunal Federal (STF).

No domingo (21), com o título ‘Editorial: a Força-tarefa da Lava Jato, a tese para um crime e a clivagem do Supremo Tribunal Federal’, o Jornal Grande Bahia publicou densa analise sobre as relações de poder que se manifestam na República. O editorial foi assinado pelo cientista social e jornalista Carlos Augusto.

No texto publicado pela Folha de São Paulo, conceitos utilizados pelo Jornal Grande Bahia são reificados na avaliação do ministro Gilmar Mendes, a exemplo dos conceitos de totalitarismo e absolutismo. Eles foram empregados por Gilmar Mendes ao se referir às práticas dos procuradores do Caso Lava Jato.

A sincronia da análise do Jornal Grande Bahia com a factualidade dos episódios evidencia a capacidade que o veículo de comunicação e o cientista social têm em analisar o contexto político nacional através do distanciamento intelectual dos atores.

Confira reportagem da Folha de São Paulo: ‘Vazamento de citação a Toffoli em delação abre crise entre STF e MPF’

O vazamento de informações que envolvem o ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), na delação da OAS abriu uma crise entre a corte e o Ministério Público Federal. O ministro Gilmar Mendes diz que os magistrados podem estar diante de “algo mórbido que merece a mais veemente resposta”.

DO BEM

Além de defender que seja investigada a possibilidade de os próprios procuradores terem vazado a citação a Toffoli, Mendes faz críticas contundentes a algumas das dez propostas de combate à corrupção elaboradas pelo Ministério Público Federal. “Eles estão defendendo até a validação de provas obtidas de forma ilícita, desde que de boa-fé. O que isso significa? Que pode haver tortura feita de boa-fé para obter confissão? E que ela deve ser validada?”

PODER TOTAL

Segue Mendes: “Já estamos nos avizinhando do terreno perigoso de delírios totalitários. Me parece que [os procuradores da Lava Jato] estão possuídos de um tipo de teoria absolutista de combate ao crime a qualquer preço”.

ALVO CERTO

Sobre a citação a Toffoli feita pela OAS, ele afirma: “Não é de se excluir que isso esteja num contexto em que os próprios investigadores tentam induzir os delatores a darem a resposta desejada ou almejada contra pessoas que, no entendimento deles, estejam contrariando seus interesses”.

LINHAS TORTAS

Para Mendes, decisões de Toffoli que davam liberdade a réus da Lava Jato e que fatiavam as investigações “contrariaram [os procuradores] a tal ponto que alguns deles chegaram a escrever um artigo na Folha [em 3 de julho] achincalhando o ministro”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106708 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]