Deputado Paulo Azi pede ajuda no Senado para produtores de feijão e milho da Bahia

Paulo Azi: A ideia é solicitar que o Governo estabeleça a renegociação das dívidas dos produtores rurais da região.

Paulo Azi: a ideia é solicitar que o Governo estabeleça a renegociação das dívidas dos produtores rurais da região.

Ao participar nesta quarta-feira, (23/08/2016), no Senado Federal, da reunião da Comissão Especial da MP 733/16 – que analisa a renegociação e a liquidação das dívidas de crédito rural, o deputado Paulo Azi (DEM/BA) fez uma exposição da dramática situação que os produtores do norte e nordeste baiano vêm enfrentando por conta da forte estiagem na região.

O deputado salientou que os produtores correm sério risco de perderem quase toda a safra plantada no início de abril, já que choveu menos da metade da média histórica para região. O parlamentar advertiu sobre a urgente necessidade de providência governamental para que os agricultores façam o enfrentamento desse quadro difícil.

O alerta do deputado baiano foi inteiramente apoiado pelos senadores de Sergipe e Alagoas, estados também atingidos por problema semelhante. O presidente da Comissão, senador Fernando Bezerra Coelho, mostrou-se sensibilizado com o pronunciamento de Paulo Azi e convocou os parlamentares para uma audiência de emergência, à tarde, com o Ministro da Integração, Helder Barbalho, que tem a prerrogativa legal de deflagrar uma operação federal. A ideia é solicitar que o Governo estabeleça a renegociação das dívidas dos produtores rurais da região, evitando possível inadimplência por quebra de safra e consequente privação de acesso ao crédito rural no futuro.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]