Coluna de Antônio José Larangeira de 01 de julho de 2016

O fundador do Grupo Meddi médico Jose Antônio Barbosa festeja o prêmio Benchmarking. No flash com Gileno Portugal e Leandro Sanches.
O fundador do Grupo Meddi médico Jose Antônio Barbosa festeja o prêmio Benchmarking. No flash com Gileno Portugal e Leandro Sanches.
O fundador do Grupo Meddi  médico Jose Antônio Barbosa festeja o prêmio Benchmarking. No flash com Gileno Portugal e Leandro Sanches.
O fundador do Grupo Meddi médico Jose Antônio Barbosa festeja o prêmio Benchmarking. No flash com Gileno Portugal e Leandro Sanches.
 O executivo da Caixa Economica bacharel em Direito Jose Raimundo Cordeiro Junior, que deixou uma gama de trabalhos executados na região de Feira de Santana.
O executivo da Caixa Economica bacharel em Direito Jose Raimundo Cordeiro Junior, que deixou uma gama de trabalhos executados na região de Feira de Santana.

Grupo Meddi premiado

O Grupo Meddi foi vencedor em duas categorias no prêmio Benchmarking Saúde Bahia 2016: “Serviços de Diagnóstico por Imagem”, com a Multimagem; e “Laboratório de Análises Clínicas – Interior do Estado” com o IHEF. É a primeira vez em muitos anos de Benchmarking que a Multimagem conquista o 1º lugar na categoria “Serviços de diagnóstico por Imagem”, ficando à frente de tradicionais serviços da Bahia. O resultado é um reflexo do trabalho de excelência e a preocupação com qualidade da estrutura e equipamentos que o Grupo possui, sobretudo pela representatividade em todo o estado, encontrado na capital e mais em 14 cidades da Bahia. “Esse é um importante prêmio, pois reflete a opinião de pessoas estratégicas do setor de saúde, como gestores e médicos. É uma conquista de cada um de nós que se dedica ao Grupo Meddi”, comemora Dr. José Antônio Barbosa, sócio do Grupo. Ele aproveita para ressaltar a importância do reconhecimento dos 33 anos de trabalho em todas as cidades nas quais o Grupo atua. “Estamos sempre buscando qualidade no atendimento aos parceiros e clientes”, completa.

Embasa explica

Com relação à nota publicada na edição de 29 ultimo, a respeito de redução na cobrança da tarifa de esgoto em Feira de Santana, nesta coluna, a Embasa informou através de uma correspondência, que a Lei 326/2016, promulgada pela Câmara de Vereadores no dia 23 de maio, contraria o que determina as leis federal e estadual que disciplinam o assunto. A cobrança de tarifa de esgoto tem respaldo na Lei Nacional de Saneamento Básico n° 11.445 de 2007, regulamentada pelo decreto federal n° 7.217 de 2010. Na Bahia, a cobrança foi estabelecida pela Lei 7.307/98, regulamentada pelo Decreto Estadual n° 7.765, de 2000, sendo cobrado o percentual de 80% sobre o consumo de água para sistemas convencionais de esgotamento sanitário e 45% para os sistemas condominiais (onde a manutenção dos ramais internos é feita pelos próprios usuários), a fim de cobrir os custos de operação, manutenção, depreciação, provisão de devedores, amortização de despesas e remuneração de investimentos. Em Feira de Santana, a tarifa é cobrada apenas em imóveis onde existe efetivamente a coleta e o tratamento dos esgotos domésticos.

Pesquisas

Estudantes da City University of New York (Cuny University) estão na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), para desenvolver pesquisas que visam colaborar com a minimização de problemas da região de Feira de Santana(Ba). O intercâmbio é fruto do Programa de Mobilidade de Verão Norte Americano, Summer Class, realizado pela Assessoria Especial de Relações Institucionais (Aeri/Uefs). Uma das vertentes estudadas pelo grupo estrangeiro é a mobilidade urbana da cidade, sob a coordenação das professoras Janeide Vitória de Souza, Sandra Medeiros, Eufrosina Cerqueira, Rosângela Leal e pela funcionária Liamara Carelli, todas do Departamento de Tecnologia (Dtec). A pesquisa, tem como objetivo analisar aspectos relacionados à infraestrutura, tráfego e funcionalidade das vias locais, conta ainda com a parceria da Prefeitura Municipal. Também será pesquisada pelos estudantes norte americanos, a biodiversidade da região de Feira de Santana. Quem coordena essa parte dos estudos é o professor Eddy Francisco José, do Departamento de Ciências Biológicas (Dcbio).

Encontro na “Pracinha”

Moradores da rua da Aurora (rua Desembargador Filinto Bastos), praças 2 de Julho e Fróes da Motta e Barroquinha (rua Juvêncio Erudilho) vão participar de encontro amanhã, sábado, dia 2 de julho, que promete ser inédito até aqui , organizado por Alcineide, Cássia e Marta Simões. Tudo vai começar na chamada “Pracinha”. Por volta das 11 horas uma bandinha de sopro vai arrastar a turma para a Euterpe Feirense, onde haverá apresentação da banda Caras e Coroas.

Museu do Vaqueiro

Resultado de um do convênio entre a Prefeitura de Feira de Santana e a Fundação Alfredo da Costa e Almeida Pedra, deverá ser instalado no Casarão dos Olhos d´ Agua, o Museu do Vaqueiro, que contará a história da figura expressiva do vaqueiro na vida feirense. A vigência do convênio é no prazo de 15 anos e o Município vai se responsabilizar pela organização, execução e coordenação do projeto e das atividades de promoção cultural, além de arcar com a utilização de água, energia elétrica, acesso à Internet e pessoal para realizar o atendimento ao público, bem como pela vigilância e manutenção do imóvel, na rua Araújo Pinho.

Mostra

“Réquiem aos animais” é o nome da exposição do artista plástico baiano Pedro Teixeira, que está no Campus Avançado da Chapada Diamantina, pertencente Uefs desde quarta feira ultima.

Antonio José Larangeira
Sobre Antonio José Larangeira 3040 Artigos
Antonio José Larangeira nasceu em 11 de janeiro de 1945, é natural de Santo Amaro da Purificação (BA), é formado em Administração, pela Faculdade Anísio Teixeira (FAT). Atua como jornalista profissional, com registro nº 514 (SINJORBA/FENAJ) e publica coluna diária nos jornais Grande Bahia, Pátria Latina e Tribuna da Bahia. E-mail: [email protected]