Ingerir fitoesteróis na dose certa é importante para reduzir o ‘colesterol ruim’

Infográfico sobre ação dos fitoesteróis no organismo humano.
Infográfico sobre ação dos fitoesteróis no organismo humano.
Infográfico sobre ação dos fitoesteróis no organismo humano.
Infográfico sobre ação dos fitoesteróis no organismo humano.

Segundo dados recentes do Ministério da Saúde, 20% da população possui excesso de colesterol ruim no organismo. Ainda, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares (DCV) são a principal causa de morte em todo o mundo, com 30% dos óbitos globais, e cerca de 340 mil pessoas morrem de DCV ao ano, no Brasil. Destas, 1/3 são por infarto, que tem como um dos seus principais causadores o índice de LDL-C alto.

Especialistas da Universidade de São Paulo e do InCor confirmaram, por meio de um estudo recente, que a ingestão regular de fitoesteróis, a partir de alimentos enriquecidos desta substância, reduz as concentrações de LDL-C –o colesterol ‘ruim’. O LDL-C em excesso pode ficar estacionado nas paredes das artérias e ajudar a entupir os vasos sanguíneos, promovendo o risco de infarto e AVC, por exemplo.

O objetivo principal dessa pesquisa foi analisar, por meio de estudos randomizados controlados, ou seja, ferramentas mais poderosas para a obtenção de evidências para o cuidado à saúde, o efeito da ingestão de fitoesteróis em marcadores inflamatórios, como a proteína C-reativa (CRP) no sangue, por exemplo. Segundo a nutricionista Ana Carolina Moron Gagliardi, uma das autoras do estudo, a proteína em questão é um marcador inflamatório de extrema importância para o corpo humano. “A CRP é necessária para saber se há algum tipo de inflamação no organismo, para monitorar e para medir o risco cardíaco de um paciente”, explica Ana Carolina.

Ao final do estudo, concluiu-se que a ingestão regular de fitoesteróis, a partir de alimentos enriquecidos, não alterou significativamente as concentrações de CRP no plasma, enquanto que as concentrações de LDL-C foram significativamente reduzidas. Ou seja, os fitoesteróis são de extrema importância para manter o coração saudável e longe do colesterol ruim, quando consumidos numa quantidade mínima e aliados a uma alimentação equilibrada e a hábitos de vida saudáveis.

“Nessa pesquisa, pacientes de faixas etárias e comportamentos variados ingeriram uma determinada dose diária de alimentos enriquecidos de fitoesteróis e conseguimos comprovar o que já era de conhecimento comum – que a ingestão regular dessa substância diminui expressivamente as concentrações de LDL-C”, afirma a nutricionista.

Ana Carolina reforça que os fitoesteróis são naturalmente encontrados em verduras, legumes e em óleos vegetais, mas numa quantidade muito baixa. “É possível encontrar alimentos adicionados com uma quantidade maior de fitoesteróis e que, portanto, se tornam opções mais práticas para atingir a recomendação, como os cremes vegetais enriquecidos”. E resume: “os fitoesteróis bloqueiam parcialmente a absorção do colesterol no intestino e, assim, auxiliam na diminuição do colesterol sanguíneo, o que ajuda a manter o coração saudável”.

Manter-se fisicamente ativo, não fumar, evitar bebidas alcoólicas e gerenciar o estresse também são aspectos importantes para manter o coração saudável. Por isso, cuidar da alimentação e do estilo de vida é fundamental. “Muitas vezes, as pessoas só descobrem que estão com o colesterol alto quando sofrem um ataque do coração ou um AVC”, comenta a nutricionista.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108881 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]