Feira de Santana: verador Beldes Ramos comemora revitalização da Lagoa Grande

Beldes Luis Pereira Ramos.
Beldes Luis Pereira Ramos.
Beldes Luis Pereira Ramos.
Beldes Luis Pereira Ramos.

Durante pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira (07/06/2016), na Casa da Cidadania, o vereador Beldes Ramos (PT) repercutiu a Caminhada da Paz, realizada no bairro Aviário, e a audiência pública, que foi promovida pelo deputado Zé Neto para tratar da revitalização da Lagoa Grande. Na oportunidade, o petista defendeu o PT das acusações de corrupção.

“Gostaria de fazer o registro da Caminhada da Paz, realizada ontem no bairro Aviário, local onde vem crescendo o índice de criminalidade. Lá foi lembrado o assassinato de dois amigos. Pedir paz é estancar a violência”, disse Beldes.

Na sequência, o vereador falou sobre uma audiência pública, promovida pelo deputado Zé Neto na última sexta-feira, que debateu as obras de revitalização da Lagoa Grande. “Talvez o feirense não tenha ideia da dimensão daquela obra. O Estado já a incluiu na Agenda 21, onde se trata apenas de assuntos relacionados ao meio ambiente. Após obra concluída, o local oferecerá lazer, educação, cultura e esporte. Será desmarginalizado. É importante falar isso, porque paralelo a essa revitalização vemos o Município omisso e conivente ao aterramento de lagoas na cidade, com a permissão de obras por parte da Secretaria Municipal de Meio Ambiente”.

Beldes informou que, com a obra de revitalização, as famílias que moravam em casas construídas na lagoa foram relocadas. “Estão morando no Núcleo Conceição, de forma digna e longe da possibilidade de adquirirem doenças. Vale ressaltar que o local precisa de um olhar dos poderes Municipal e Estadual, pois tem escola, posto de saúde, local para reunião que não funcionam, e a coleta de lixo e o transporte público é ofertado de forma precária. Porém, um local onde havia apenas mato, agora tem um espelho d’água”, comemorou.

Em aparte, o edil Eli Ribeiro (PRB) elogiou a obras, mas fez questionamentos ao colega. “E aquelas casas que ficam próximas à lagoa, quando for tempo de chuvas não podem ser atingidas? Será que há esgotamento suficiente para não prejudicar aquelas pessoas?”.

Em resposta, Beldes disse que o poder público municipal permitiu que houvesse construções na lagoa e, agora, se nega a fazer rede pluvial nas casas vizinhas, alegando ser área de invasão. “É uma situação muito delicada e precisa sim de obras de drenagem ali. Mas, o importante é que muitas famílias deixaram de viver dentro da água”, pontuou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112650 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]