Tribunal de Justiça da Bahia reconhece trabalho do magistrado Claudio Pantoja Sobrinho

O juiz Claudio Santos Pantoja Sobrinho recebeu o prêmio do TJBA por estar em primeiro lugar em produtividade entre os juízes do interior, em terceiro no ranking geral da Bahia (incluindo aí os juízes da capital Salvador) em reconhecimento pela sua atuação célere e comprometimento com a prestação jurisdicional.
O juiz Claudio Santos Pantoja Sobrinho recebeu o prêmio do TJBA por estar em primeiro lugar em produtividade entre os juízes do interior, em terceiro no ranking geral da Bahia (incluindo aí os juízes da capital Salvador) em reconhecimento pela sua atuação célere e comprometimento com a prestação jurisdicional.
O juiz Claudio Santos Pantoja Sobrinho recebeu o prêmio do TJBA por estar em primeiro lugar em produtividade entre os juízes do interior, em terceiro no ranking geral da Bahia (incluindo aí os juízes da capital Salvador) em reconhecimento pela sua atuação célere e comprometimento com a prestação jurisdicional.
O juiz Claudio Santos Pantoja Sobrinho recebeu o prêmio do TJBA por estar em primeiro lugar em produtividade entre os juízes do interior, em terceiro no ranking geral da Bahia (incluindo aí os juízes da capital Salvador) em reconhecimento pela sua atuação célere e comprometimento com a prestação jurisdicional.

Titular da 3ª Vara do Sistema dos Juizados Especiais da Comarca de Feira de Santana, o magistrado Claudio Santos Pantoja Sobrinho teve o trabalho reconhecido pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) na categoria ‘Juiz Atuante em Juizados Especiais do Interior do Estado, modalidade ‘Sentenças com Mérito’. Alcançando a primeira colocação na categoria.

Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo magistrado, o Tribunal designou Claudio Pantoja Sobrinho para representar a magistratura baiana no Fórum Nacional dos Juizados Especiais (FONAJE). O evento ocorre entre os dias 8 e 10 de junho de 2016, em Maceió, Alagoas.

O Tribunal estará custeando as despesas do magistrado Claudio Pantoja Sobrinho e de outros quatro juízes – Rilton Góes Ribeiro, Edson Souza, Josevando Souza Andrade e Rosalvo Augusto Vieira da Silva – eles foram classificados em primeiro lugar pelo TJBA, em categorias distintas.

Atuação destacada

O ofício assinado pelo Juiz Coordenador dos Juizados Especiais Paulo Alberto Nunes Chenaud, informa que no período avaliado – fevereiro, março e abril de 2016 – o juiz Claudio Pantoja Sobrinho proferiu 2.110 sentenças com mérito. O resultado o posiciona em primeiro lugar em produtividade entre os juízes do interior, e em terceiro no ranking geral da Bahia (incluindo os juízes da capital).

A premiação é um reconhecimento pela sua atuação célere e comprometimento com a prestação jurisdicional realizada por Claudio Pantoja Sobrinho, e está consonante com o trabalho que vem realizando nas comarcas para as quais é designado.

Exemplo de reconhecimento do trabalho realizado por Claudio Pantoja Sobrinho foi o recente título de cidadão feirense concedido através do Decreto Legislativo de nº 93/15, de autoria do presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, Reinaldo Miranda (Ronny, PSDB).

Fórum Nacional

O FONAJE foi instalado no ano de 1997, sob a denominação de Fórum Permanente de Coordenadores de Juizados Especiais Cíveis e Criminais do Brasil, e sua idealização surgiu da necessidade de se aprimorar a prestação dos serviços judiciários nos Juizados Especiais, com base na troca de informações e, sempre que possível, na padronização dos procedimentos adotados em todo o território nacional.

Baixe

Ofício do TJBA ao juiz Claudio Santos Pantoja Sobrinho informando sobre pontuação em ranking estadual 

Sobre Carlos Augusto 9717 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).