Atividade física contribui para melhora na qualidade de vida dos hipertensos

Atividade física contribui para melhora na qualidade de vida.
Atividade física contribui para melhora na qualidade de vida.
Atividade física contribui para melhora na qualidade de vida.
Atividade física contribui para melhora na qualidade de vida.

O Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial é celebrado nesta terça-feira (26/04/2016) em todo o país como forma de chamar a atenção para as 9,4 milhões de mortes causadas pela doença em todo o mundo, segundo levantamento da Organização Mundial da Saúde. No Brasil, a hipertensão arterial atinge 30% da população adulta, chegando a mais de 50% na terceira idade e está presente em 5% das crianças e adolescentes, de acordo com estimativas da Sociedade Brasileira de Hipertensão – SBH. Medidas como a adoção de uma dieta equilibrada e rica em frutas e vegetais, com baixo teor de sal e gordura, cuidados com a manutenção do peso, redução do estresse e prática regular de atividade física são ações que auxiliam na prevenção e tratamento da hipertensão.

De acordo com o cardiologista do Hapvida, Dr. Newton Rodrigues, a prática regular de atividade física, adequada, programada e realizada com disciplina, é útil tanto para pessoas saudáveis como, também, para os hipertensos, desde que estes apresentem níveis de pressão arterial dentro da faixa de normalidade.  “O exercício contribui para a manutenção do peso adequado ou para sua redução nos que apresentam sobrepeso; ajuda no controle da ansiedade ao aumentar a produção de serotonina, hormônio que age como ansiolítico e antidepressivo, além de contribuir ainda, na melhora das condições cardiocirculatórias, ajudando a prevenir doenças do coração”, enumera o cardiologista.

Exceto em pacientes hipertensos que apresentem outras co-morbidades, do tipo obesidade mórbida, grau avançado de insuficiência cardíaca, arritmias não tratadas ou mesmo hipertensão severa sem o adequado controle, qualquer pessoa com hipertensão pode praticar atividade física, segundo explica o Dr. Newton Rodrigues. Mas, é importante, também, lembrar que para que traga os benefícios esperados a prática de atividades deve ser sempre acompanhada de um profissional de educação física, ressalta o educador físico Igor Castro, coordenador geral da Rede de Academias Alpha Fitness.

Segundo o professor, em alunos com diagnóstico de hipertensão o mais indicado é que sejam trabalhados exercícios aeróbicos, como caminhadas, bike, esteira, natação e corridas e anaeróbicos, como a musculação. “Já para as pessoas idosas é recomendado que sejam feitas atividades de baixo impacto, a exemplo da hidroginástica, caminhada e bicicleta ergométrica”, orienta.

Além dos cuidados na prescrição dos exercícios adequados à especificidade do aluno, também é essencial que o profissional de educação física o acompanhe durante toda a prática até o final da atividade. “É importante estar atento a qualquer sinal de anormalidade. O exercício deve ser parado e o aluno encaminhado para casa e/ou médico, se apresentar alteração na pressão, estiver suando frio, sentindo dores na nuca, formigamentos na mão ou no braço ou cansando em demasia”, alerta Igor Castro.

Importante ainda salientar que a hipertensão na maioria das pessoas costuma ser assintomática, por isso é chamada de “assassina silenciosa”. No entanto, alguns pacientes se queixam de dor de cabeça ou dor na nuca. “Não espere por sintomas, faça sua avaliação periodicamente e peça ao seu médico que afira sua pressão arterial”, recomenda o cardiologista.

Fatores de risco

  • Hereditariedade – filhos de hipertensos têm uma tendência maior a serem hipertensos.
  • Idade – em geral a hipertensão se manifesta na meia idade, e no sexo feminino após a menopausa. Importante lembrar que crianças, jovens e idosos também podem manifestar o início da hipertensão.
  • Sobrepeso – o peso é de grande importância para o surgimento da hipertensão, quanto mais peso pior.
  • Estresse
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111021 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]