Deputados do DEM acusam ‘A Voz do Brasil’ de fazer defesa de Dilma Rousseff; partido Democratas tem históricas ligações com o Golpe Civil/Militar de 1964

José Carlos Aleluia, filiado ao Democratas é um legítimo representante do pensamento conservador-reacionário, e um dos apoiadores do Golpe de Estado na pseudo ordem democrática.
José Carlos Aleluia, filiado ao Democratas é um legítimo representante do pensamento conservador-reacionário, e um dos apoiadores do Golpe de Estado na pseudo ordem democrática.
José Carlos Aleluia, filiado ao Democratas é um legítimo representante do pensamento conservador-reacionário, e um dos apoiadores do Golpe de Estado na pseudo ordem democrática.
José Carlos Aleluia, filiado ao Democratas é um legítimo representante do pensamento conservador-reacionário, e um dos apoiadores do Golpe de Estado na pseudo ordem democrática.

Deputados do DEM pediram na quarta-feira (13/04/2016) ao procurador-chefe do Ministério Público Federal no Distrito Federal, Marcus Marcelus Goulart, que apure a suposta prática de infrações penais por parte do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Edinho Silva, e do diretor da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Pedro Henrique Varoni, por uso indevido do programa A Voz do Brasil.

De acordo com o líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM), e o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assinam o documento, o programa está sendo usado para “atacar o Congresso Nacional” e fazer a defesa da presidenta Dilma Rousseff no processo de impeachment.

“Nas últimas edições do programa, notou-se franca propaganda em abono a teses de defesa da Presidente da República relativamente a procedimento para apurar prática de Crime de Responsabilidade e a tramitação do processo de impeachment”, diz trecho do documento.

Os parlamentares pedem a instauração de inquérito para apurar “ilicitude da conduta dos fatos”.

Sustentação ao Golpe de Estado

O partido Democratas tem históricas ligações com o Golpe Civil/Militar de 1964. Durante o regime de exceção, os políticos ligados à legenda, que na época era nomeada como PSD, deram sustentação ao golpe, incluindo a supressão aos direitos políticos dos cidadão e a imposição de ditadores no comando do governo do estados e de alguns municípios.

No contexto político atual, os parlamentares e lideranças do DEM agem com a finalidade de destituir uma presidente legitimamente eleita. A ação dos golpistas resulta na usurpação da República e da vontade geral da nação, expressa através do sufrágio em 2014.

Conclui-se que é uma tentativa de reeditar o Golpe de 1964, utilizando instrumentos de uma pseudo ordem democrática. Nesse processo, são apoiados pela mesma mídia que esteve aliada, também, ao golpe.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110063 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]