Boicote da comunidade internacional a evento com Michel Temer em Portugal, induz vice-presidente a cancelar participação em evento de Gilmar Mendes

Vice-presidente da República, Michel Temer, participa do Congresso do Instituto de Direito Público de São Paulo (IDP-SP), entidade de propriedade de Gilmar Mendes. Curiosamente, Michel Temer assinou carta com graves acusações contra a presidente Dilma Rousseff, enquanto Gilmar Mendes tem atuação no STF identificada não como magistrado, mas como opositor dos governos petistas.
Vice-presidente da República, Michel Temer, participa do Congresso do Instituto de Direito Público de São Paulo (IDP-SP), entidade de propriedade de Gilmar Mendes. Curiosamente, Michel Temer assinou carta com graves acusações contra a presidente Dilma Rousseff, enquanto Gilmar Mendes tem atuação no STF identificada não como magistrado, mas como opositor dos governos petistas.
Vice-presidente da República, Michel Temer, participa do Congresso do Instituto de Direito Público de São Paulo (IDP-SP), entidade de propriedade de Gilmar Mendes. Curiosamente, Michel Temer assinou carta com graves acusações contra a presidente Dilma Rousseff, enquanto Gilmar Mendes tem atuação no STF identificada não como magistrado, mas como opositor dos governos petistas.
Vice-presidente da República, Michel Temer, participa do Congresso do Instituto de Direito Público de São Paulo (IDP-SP), entidade de propriedade de Gilmar Mendes. Curiosamente, Michel Temer assinou carta com graves acusações contra a presidente Dilma Rousseff, enquanto Gilmar Mendes tem atuação no STF identificada não como magistrado, mas como opositor dos governos petistas.

O presidente do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer, cancelou a viagem que faria a Lisboa (Portugal), na segunda-feira (28/03/2016), para participar da abertura solene do Seminário Luso-Brasileiro de Direito Constitucional, na terça-feira (29). Temer também deveria fazer uma palestra no dia da abertura do evento, que prossegue até quarta-feira (30). O seminário tem entre seus promotores o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). O IDP tem como sócio o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Gilmar Mendes é identificado como magistrado conservador pertencente a classe dos conservadores reacionários.

Segundo a assessoria do PMDB, o vice-presidente cancelou a participação no seminário a pedido de parlamentares do seu partido para participar na segunda-feira e na terça-feira de várias reuniões com integrantes do diretório nacional da legenda. Na terça-feira, os integrantes do diretório nacional reúnem-se para decidir se o partido deve ou não sair da base de apoio do governo da presidenta Dilma Rousseff.

Foram confirmados como participantes e palestrantes no seminário o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG); o senador José Serra (PSDB-SP), o presidente da Fiesp, Pulo Skaf, e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que é um fundador do IDP. Pela programação também deverão participar do evento o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli; o ex-advogado-geral da União (AGU) Luiz Inácio Adams e o senador Jorge Vianna (PT-AC) .

Boicote

O evento promovido pelo IDP de Gilmar Mendes foi identificado por membros da comunidade internacional como um momento de união, fora do Brasil, dos agentes que atuam em um possível Golpe de Estado.

A repercussão negativa da presença dos conservadores reacionários, identificados com uma possível aliança, cuja finalidade é destituir a presidente da República, Dilma Rousseff, através de uma pseudo ordem democrática, foi intensa.

Em resposta a aliança conservadora reacionária golpista, membros da comunidade internacional boicotaram a presença no evento, além de criticarem a aliança conservadora. Segundo avaliações de comentaristas políticos, esse foi o verdadeiro motivo da desistência de Michel Temer.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109949 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]