Advogado avalia que ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é vítima de abuso de autoridade, e que condução coercitiva sem intimação lembra estado de exceção.
Caso Lava Jato

Condução coercitiva sem intimação lembra estado de exceção, diz defensor do ex-presidente Lula

O advogado do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin Martins, disse hoje (04/03/2016) que a condução coercitiva a que Lula foi submetido afronta a Constituição Federal e viola o devido processo legal. Segundo Martins, as justificativas apresentadas pelos procuradores federais para a medida, como a segurança do investigado, configuram estado de exceção.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é vítima de violência judicial com indicativos de abuso de autoridade.
Caso Lava Jato

Defesa do ex-presidente Lula vai ao STF para suspender investigações da força-tarefa do caso Lava Jato

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou hoje (04/03/2016) no Supremo Tribunal Federal (STF) pedido para suspender as investigações da 24ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta manhã. De acordo com os advogados de Lula, as diligências devem ser suspensas até que o STF decida sobre o conflito de competência sobre as investigações.