Programa apresenta soluções para pequenos negócios rurais da Bahia

Agricultores participam do 'Projeto Viver Bem Semiárido'.
Agricultores participam do 'Projeto Viver Bem Semiárido'.
Agricultores participam do 'Projeto Viver Bem Semiárido'.
Agricultores participam do ‘Projeto Viver Bem Semiárido’.

Capacitar o homem do campo para enfrentar o período de estiagem é um dos objetivos do Viver Bem no Semiárido. O Comitê Gestor do programa Viver Bem no Semiárido se reuniu com representantes de sindicatos rurais dos municípios de Ruy Barbosa, Serrinha, Conceição do Coité, Tucano, Cipó e Ipirá para apresentar a agenda de trabalho de 2016. O encontro foi realizado nesta segunda-feira, (22/02/2016), no ponto de atendimento do Sebrae em Feira de Santana.

A seca que atinge os municípios da região Nordeste foi um dos temas destacados na reunião, que reforçou a necessidade de promover ações duradouras de estímulo à sustentabilidade dos pequenos negócios rurais para que o homem do campo saiba enfrentar o período de estiagem. Na oportunidade, também foi assinado um acordo de resultado, formalizando a intenção das partes de serem agentes no processo.

“Necessitamos dos presidentes dos sindicatos dos produtores rurais inseridos nas ações do programa. O encontro é para compartilhar a parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Sebrae, que só vem a agregar no trabalho que realizamos de educação continuada para gestão da propriedade, produção e assistência técnica”, explica Lara de Jesus, coordenadora de programas do Senar.

O presidente do Sindicato Rural de Tucano e secretário de Agricultura do município, Jaime Matos do Nascimento, se mostrou otimista com a iniciativa. “Através do projeto nós vamos dar oportunidade aos produtores rurais e microempreendedores a desenvolverem as suas atividades com mais eficiência, melhorando a renda”, afirma.

Os resultados do Viver Bem no Semiárido foram destacados pelo presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Serrinha, Josenaldo Luiz Ferreira. “Graças à parceria do Sebrae e Senar estamos fazendo um grande trabalho com o desenvolvimento das cadeias produtivas na região do sisal. A intenção é fazer com que homem do campo viva no semiárido com dignidade e respeito”, relata.

O Comitê Gestor do programa é composto pelo Sebrae, Senar, pela Federação da Agricultura do Estado da Bahia (Faeb) e por sindicatos de produtores rurais.

Soluções

Entre as soluções oferecidas pelo Sebrae, através do Viver Bem no Semiárido, estão oficinas, fomento ao empreendedorismo, associativismo, consultorias, capacitações na área de gestão e a disseminação de ferramentas tecnológicas de convívio com a seca.

De acordo com Eberval Santos, gestor do Sebrae em Feira de Santana, as ferramentas de gestão de convívio com o semiárido aplicadas por meio do programa são fundamentais para melhorar a qualidade de vida do homem do campo. “Não adianta você ter toda a capacitação técnica e não saber gerenciar esse conhecimento”, frisa.

Atualmente são beneficiados pelo programa pequenos empreendedores rurais e agroindústrias vinculadas à cadeia produtiva de caprinocultura de leite, caprinovinocultura de corte e bovinocultura de leite.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116890 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.