Deputado diz que cortes do governo da Bahia vão prejudicar serviços essenciais

Deputado Pablo Barrozo questiona corte em serviços essenciais.
Deputado Pablo Barrozo questiona corte em serviços essenciais.
Deputado Pablo Barrozo questiona corte em serviços essenciais.
Deputado Pablo Barrozo questiona corte em serviços essenciais.

O corte orçamentário de R$1 bilhão anunciado hoje (19/02/2016) pelo governador Rui Costa em publicação no Diário Oficial da Bahia vai prejudicar os serviços essenciais prestados pelo estado, principalmente na área da segurança pública. A avaliação do vice-líder da minoria na Assembleia Legislativa, deputado Pablo Barrozo (DEM). Ele revelou que a queda nos investimentos em segurança caiu bastante em 2015 em comparação a 2014, e que o corte deverá afetar as policiais e a área de inteligência. Além disso, os recursos destinados à educação e saúde, que caíram no mesmo período, também serão afetados.

Segundo o acompanhamento orçamentário feito pela oposição, o estado investiu apenas R$89,1 milhões em segurança em 2015, contra R$282,5 milhões em 2014. Além disso, o governo aplicou um valor bem abaixo no setor do que o previsto no orçamento para todo o ano, que era de cerca de R$4 bilhões. O corte anunciado hoje pelo governador vai atingir também a área de custeio, no montante de R$147 milhões apenas na Secretaria de Segurança Pública.

“Entendemos que é um momento de crise. Mas entendemos também que esta é uma gestão de continuidade, e que o governo do PT não fez o dever de casa, como procurou fazer, por exemplo, a prefeitura de Salvador, que consegue investir mais nas áreas essenciais mesmo com o momento difícil na economia. O governador Rui Costa deveria cortar mais na própria carne, diminuindo os cargos comissionados, extinguindo secretarias que servem apenas para empregar aliados políticos, e preservando a segurança, a saúde e a educação”, afirmou Pablo Barrozo.

O democrata afirmou que os repasses para saúde e educação também caíram bastante entre 2014 e 2015. Na educação, a queda nos investimentos foi de R$147,2 milhões para R$67 milhões, ou seja, 54,4%. Na saúde, foi de R$142,4 milhões para R$85,9 milhões, ou seja, 39,6%. “Todos os gestores estão buscando contingenciar, mas fazendo o dever de casa. É preciso preservar as áreas essenciais para que a população não seja tão penalizada. Esperamos, ao menos, que os cortes preservem os investimentos”, ressaltou Pablo Barrozo.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108791 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]