Unforgettable: Morre aos 65 anos a cantora norte-americana Natalie Cole

Capa do livro ‘Love Brought Me Back: A Journey of Loss and Gain’ (O Amor Trouxe-me de volta: Uma jornada de perda e ganho’ de autoria de David Ritz, aborda vida de Stephanie Natalie Maria Cole (Natalie Cole).
Capa do livro ‘Love Brought Me Back: A Journey of Loss and Gain’ (O Amor Trouxe-me de volta: Uma jornada de perda e ganho’ de autoria de David Ritz, aborda vida de Stephanie Natalie Maria Cole (Natalie Cole).
Stephanie Natalie Maria Cole (Natalie Cole)
Stephanie Natalie Maria Cole (Natalie Cole) foi uma cantora e compositora norte-americana ganhadora de nove prêmios GRAMMY Awards. Era filha do também cantor e compositor Nat King Cole.

A cantora soul americana Natalie Cole, filha do músico de jazz Nat King Cole, morreu na noite de quinta-feira (31/01/2016) de insuficiência cardíaca, aos 65 anos, num hospital de Los Angeles. A informação é da AFP, citando a imprensa especializada em celebridades.

A cantora é lembrada como uma artista que construiu uma carreira por mérito próprio, apesar da filiação, e que lutou contra o uso de substâncias ilícitas.

Mesmo depois de ter concluído com sucesso, nos anos 1980, um processo de desintoxicação do uso de heroína, cocaína, LSD e álcool, Cole viveu com as consequências do uso reiterado dessas substâncias, tendo sido diagnosticada com Hepatite C, uma doença que a obrigou a um transplante renal em 2009.

Apesar de bem-sucedida, a cantora viveu os últimos anos com complicações de saúde decorrentes desse transplante. Natalie Cole, que nasceu em 6 de fevereiro de 1950, morreu no Hospital Cedar Sinai, em Los Angeles.

Seu maior sucesso, Unforgettable, foi gravado em 1991, para o álbum Unforgettable… With Love, e continua a canção com maior reconhecimento internacional de sua carreira musical. A música é um dueto com o lendário cantor e pianista de jazz Nat King Cole, construído em estúdio, a partir de gravações antigas do músico e compositor, que morreu em 1965.

Numa mensagem divulgada na sexta-feira (02/01/2016) à imprensa, a família de Natalie Cole recordou o legado da cantora que ganhou nove Grammy (prêmio da indústria musical), fazendo referência ao maior sucesso musical: “Sentiremos muito a falta de nossa amada mãe e irmã, que permanecerá inesquecível [unforgettable, em inglês] nos nossos corações para sempre”.

“Natalie lutou de forma corajosa e aguerrida e morreu como viveu: com dignidade, força e honra”, acrescentou a mesma nota da família.

Unforgettable… With Love vendeu mais de sete milhões de cópias só nos Estados Unidos e conquistou seis dos nove Grammy que Natalie Cole ganhou ao longo da carreira, um dos quais o de Álbum do Ano.

Com uma carreira musical muito rica, durante a qual lançou mais de duas dezenas de álbuns, Natalie Cole foi também atriz, com participações em várias séries da TV norte-americanas.

Na sua autobiografia, lançada em 2000, intitulada Angel on My Shoulder, Cole revelou que enfrentou depressões depois da morte do pai, que morreu de câncer de pulmão, quando a cantora tinha apenas 15 anos, e do seu filho, que morreu por afogamento numa piscina.

As complicações de saúde levaram ao cancelamento de shows da cantora agendados para o final de 2015.

Livro aborda história de superação vivida por Natalie Cole

O Livro ‘Love Brought Me Back: A Journey of Loss and Gain’ (O Amor Trouxe-me de volta: Uma jornada de perda e ganho’ de autoria de David Ritz, aborda história de superação pessoal vivenciada pro Stephanie Natalie Maria Cole (Natalie Cole).

O livro narra que em 2009 Natalie Cole iniciou tratamento médico de diálise, os rins cantora estavam falhando. Sem um transplante de rim, o futuro era incerto. Ao longo da doença, uma das maiores apoiadoras foi a irmã Carole Cole (Cookie). Mas, então, Carole Cole tornou-se doente, com câncer. Surpreendentemente, quando ela estava morrendo em um hospital, Natalie recebeu uma chamada informando que um rim estava disponível, mas a cirurgia teve de ser realizada imediatamente. Um dilema ocorreu, Natalie não poderia deixar de lado a oportunidade, nem abandonar o apoio a irmã.

‘O Amor Trouxe-me de volta’é uma história de irmãs, Natalie e Cookie, mas também das irmãs que fizeram o transplante possível, Patty e Jessica. Foi a morte de Jessica que deu nova vida a Natalie, ao mesmo tempo em que Natalie experimentou a perda devastadora da irmã. Patty sofria a própria perda terrível. Mas, quando ela conheceu Natalie, ela descobriu que o espírito da sua irmã ainda vivia.

No livro, é abordado que através do dom da vida, Natalie e Patty se tornaram irmãs em espírito. Segundo o autor, “‘O amor trouxe-me de volta’ é uma história de perda e recuperação, tristeza e alegria, sucesso e desespero e, finalmente, o sucesso novamente”.

Capa do livro ‘Love Brought Me Back: A Journey of Loss and Gain’ (O Amor Trouxe-me de volta: Uma jornada de perda e ganho’ de autoria de David Ritz, aborda vida de Stephanie Natalie Maria Cole (Natalie Cole).
Capa do livro ‘Love Brought Me Back: A Journey of Loss and Gain’ (O Amor Trouxe-me de volta: Uma jornada de perda e ganho’ de autoria de David Ritz, aborda vida de Stephanie Natalie Maria Cole (Natalie Cole).
Página inicial do website de Natalie Cole.
Página inicial do website de Natalie Cole.
Sobre Carlos Augusto 9525 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).