Em mensagem de fim de ano, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso avalia a necessidade de mudar o modo de fazer política

Em mensagem de fim de ano de 2015, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) avalia desafios políticos e aponta perspectivas futuras.Em mensagem de fim de ano de 2015, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) avalia desafios políticos e aponta perspectivas futuras.
Em mensagem de fim de ano de 2015, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) avalia desafios políticos e aponta perspectivas futuras.

Em mensagem de fim de ano de 2015, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) avalia desafios políticos e aponta perspectivas futuras.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) publicou na página pessoal do Facebook, em 21 de dezembro de 2015, mensagem em que avalia a situação política atual e os desafios para o futuro do Brasil.

Confira trechos das declarações do ex-presidente FHC

– Temos que ter a coragem de mudar o modo de como se faz política no Brasil. Vamos acreditar que somos um País que pode ir adiante, pois nosso maior recurso somos nós mesmos, o povo brasileiro.

– Está muito difícil acreditar no sistema partidário e eleitoral como está posto hoje. As pessoas querem ter maior proximidade e maior controle da vida política. É possível criar condições melhores para o Brasil.

– Segundo o tucano, é preciso reconstruir a vida política do País. “Está muito difícil acreditar no sistema partidário e eleitoral como está posto hoje. As pessoas querem ter maior proximidade e maior controle da vida política. É possível criar condições melhores para o Brasil”, afirmou. Para o ex-presidente, não é possível resolver as questões da economia sem resolver os problemas da política.

– Apesar de todas as dificuldades que foram muitas e são, chegamos ao final deste ano com a democracia funcionando”, afirma. “A Justiça ativa, tomando posições. A mídia muito aberta, dando informações. A sociedade disposta a ouvir, se mobiliza às vezes mais, às vezes menos. Mas são sinais de que temos energia para reconstruir o Brasil

– Apesar de todas as dificuldades que foram muitas e são, chegamos ao final deste ano com a democracia funcionando”, afirma. “A Justiça ativa, tomando posições. A mídia muito aberta, dando informações. A sociedade disposta a ouvir, se mobiliza às vezes mais, às vezes menos. Mas são sinais de que temos energia para reconstruir o Brasil.

– Enfrentar nossos problemas com tranquilidade falando com as pessoas”. “Acreditar que nós somos um País que tem recursos e que pode ir adiante. E o nosso maior recurso somos nós mesmos, o povo brasileiro.

Confira o vídeo com a mensagem de FHC

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).