Vara Crime de Alagoinhas realiza primeira audiência por videoconferência

A 1ª Vara Criminal da Comarca de Alagoinhas, a 110 quilômetros de Salvador, realizou nesta segunda-feira, (16/11/2015), a primeira audiência por videoconferência.

O réu Robson Lopes, mais conhecido como “Cavalo Seco”, custodiado no presídio de Serrinha, acompanhou a oitiva que aconteceu em Alagoinhas, com a presença de testemunhas, Ministério Público e o advogado do réu.

O uso da tecnologia facilitou o andamento do processo, uma vez que o juiz Fábio Falcão Santos já havia agendado a audiência por três vezes, mas sem sucesso para a realização. O fato de o preso estar custodiado em Serrinha dificultava o comparecimento dele às audiências designadas.

“Sabemos da dificuldade de estrutura do nosso sistema e de locomoção dos presos. A videoconferência encurtou distâncias e agilizou o processo”, pontuou o juiz titular da comarca, Fábio Falcão Santos.

Robson Lopes está preso desde o início de 2014, sob várias acusações penais em Alagoinhas, entre elas quatro tentativas de homicídio, com dois consumados.

A videoconferência, realizada em uma ação conjunta do TJBA com o Ministério Público, servirá de base para a implementação da iniciativa em outros presídios da região. Em Feira de Santana e Salvador, por exemplo, há vários presos provisórios de Alagoinhas.

“É um instrumento que vem para ficar, gera economia, celeridade e redução de riscos”, pontuou o magistrado.

A expansão das realizações de audiências por videoconferência é uma das realizações da gestão atual do TJBA. A primeira videoconferência de um detento no sistema prisional baiano foi realizada no dia 10 de setembro de 2014, pela 1ª Vara Crime de Salvador, no Fórum Criminal de Sussuarana.

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade

Facebook do JGB

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]