Oposição diz que governador Rui Costa envia à Alba “pacote de maldades”

A bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) criticou duramente projetos do Executivo enviados à Casa que retiram benefícios do servidor público estadual.

A bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) criticou duramente projetos do Executivo enviados à Casa que retiram benefícios do servidor público estadual.

A bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) criticou duramente projetos do Executivo enviados à Casa que retiram benefícios do servidor público estadual. Três projetos que tramitam no Legislativo –  a PEC 148 que altera o regime de concessão de vantagens do funcionalismo, o PL que altera o Estatuto dos Servidores Público e dos Policiais Militares, e o PL que aumenta impostos, incluindo o ICMS –  trazem, segundo a oposição, prejuízos para o funcionalismo estadual. Para o líder da bancada, deputado Sandro Régis (DEM), o governador Rui Costa quer que os servidores públicos paguem a conta da má gestão do PT, alterando conquistas históricas como a da estabilidade no cargo, a do uso das férias com a venda de 10 dia como garante a CLT, além da licença prêmio remunerada.

O democrata lembrou que existem outros mecanismos eficientes para reduzir os custos e enxugar a máquina, a exemplo da extinção de secretarias que, entretanto, o governo não coloca em prática porque servem para acomodar interesses políticos. ” São 28 secretarias e algumas com orçamento apenas para pessoal”, criticou Sandro Régis, lembrando ainda que nesse mês de novembro o servidor público já sentiu em seus contracheques o impacto das mudanças no Planserv, propostas pelo governo e aprovadas em outubro pela Alba, com voto contrário da oposição.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).