Feira de Santana: Conferência com Sérgio Mattos revela segredos e sistemática da produção intelectual

Composição da mesa durante a 1ª Conferência 'Vida Privada no Contexto Público'.
Composição da mesa durante a 1ª Conferência 'Vida Privada no Contexto Público'.
Composição da mesa durante a 1ª Conferência 'Vida Privada no Contexto Público'.
Composição da mesa durante a 1ª Conferência ‘Vida Privada no Contexto Público’.

O Jornal Grande Bahia (JGB) promoveu no dia 26 de agosto de 2015 a 1ª Conferência ‘Vida Privada no Contexto Público’. O evento ocorreu no teatro da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Feira de Santana, e foi dividido em quatro momentos: conferência, debate, lançamento do livro, e coquetel.

Convidado pelo Jornal Grande Bahia, o professor Dr. Sérgio Mattos proferiu a conferência. Na condição de debatedores, participaram o cientista social e diretor do JGB, Carlos Augusto (organizador do evento); o jornalista e secretário de Comunicação Social de Feira de Santana, Valdomiro Silva; a Consultora Educacional na Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (UNEF), Anaci Bispo Paim; o Diretor-Geral da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC), Cristiano Lôbo; o professor da rede estadual de ensino e vereador Beldes Ramos (PT); o jornalista e deputado estadual José Arimatéia (PRB); o advogado e secretário Municipal de Relações Interinstitucionais, Sérgio Carneiro; o presidente da Associação Comercial de Amélia Rodrigues, Mauro Mattos; e o prefeito de Conceição da Feira, Raimundo Cruz Bastos (Pompilho). Na condição de mestre de cerimônia atuou o jornalista Joilton Freitas, diretor e âncora do programa Rotativo News.

A atividade intelectual objetivou promover uma relação dialógica entre o pensamento acadêmico, a atividade prática dos profissionais que atuam no mercado, a sociedade civil e os setores representativos. Para compor a programação da 1ª Conferência foi escolhido o campo da comunicação social.

A Conferência

Ao dar início a conferência, o professor Dr. Sérgio Mattos discorreu sobre a trajetória profissional e pessoal, pontuando momentos em que fatos da própria vida coincidiram com momentos da história, e com encontro de personagens de destaque. Na oportunidade, ele se autodefeniu como um personagem que narra sobre a própria vivência, atuando criativamente na condição de agitador cultural”.

Sérgio Mattos citou que:

– Foi a partir da década de 1970 que comecei a me envolver mais efe­tivamente com a cultura popular; com a música e a literatura em particular; chegando a participar; na condição de jurado, de programas de auditório na TV Itapoan, comandados por Luís Vieira e por César de Alencar; que alcançaram muito sucesso na época. Desde então passei a ser um conferencista convidado a falar em inúmeros eventos sobre os temas mais diversos, apesar de estarem relacionados com a literatura e a comunicação, além de lançar livros. Passei a ser convidado e a integrar bancas de avaliação acadêmica, de concursos e de comissões as mais distintas possíveis.

Ao analisar a extensa produção intelectual, Sérgio Mattos afirmou que:

– Disciplina, determinação, dedicação e persistência são palavras que servem para expressar tudo o que fiz e continuo a fazer; tanto na área profissional, como jornalista, como educador na área acadêmica. Minha trajetória acadêmica, dedicada ao ensino do jornalismo e à pesquisa da comunicação, é a testemunha disso. Minha produção (tanto artística, literária e científica) está relacionada ao meu interesse em história, jornalismo, meios de comunicação (principalmente a televisão), publicidade, liberdade de expressão e censura.

Ao analisar a própria carreira, o intelectual Sérgio Mattos aponta os principais elementos necessários para que o ser humano alcance o objetivo planejado, pontuando que é através da disciplina na atuação, determinação na tarefa, dedicação no fazer e persistência na realização que o indivíduo alcança os objetivos e realize a auto-superação. Esses elementos revelam os segredos da extensa e profunda produção intelectual de Sérgio Mattos.

Debates

Após a conferência, os membros da mesa e o público presente puderam interagir como Sérgio Mattos, pontuando momentos da fala e levantando questionamentos.

De forma unânime, os membros da mesa destacaram a produção cultural e a trajetória de vida de Sérgio Mattos como exemplar. Destacando que em vários momentos, exemplos de passagem da vida dele servem de ensinamento, com a finalidade de superar os desafios do presente.

O público questionou sobre aspectos da relação do jornalista Sérgio Mattos com as fontes de informação e os desafios em publicar um texto jornalístico que expresse uma proximidade com a verdade. Nesse sentido, Sérgio Mattos lembrou uma passagem em que um repórter criou um personagem e atribuiu um nome, que coincidentemente era o mesmo nome de um membro da comunidade. Após publicado o texto, o cidadão protestou e o jornal teve que publicar uma correção.  Mattos afirmou que na produção jornalística é necessário não apenas ser verdadeiro, como apresentar elementos de veracidade no texto, a exemplo da caracterização do entrevistado, com a idade e ou profissão.

Lançamento da 49ª obra

Após a conferência e o debate ocorreu, no foyer do Teatro da CDL, o coquetel e o lançamento 49ª obra literária da carreira de Sérgio Mattos, ‘Vida privada no contexto público’. Feira de Santana foi a segunda cidade em que o livro foi lançado. O primeiro evento de lançamento ocorreu em Salvador, na reitoria na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 8 de outubro de 2015.

Em uma passagem da obra ‘Vida privada no contexto público’, o autor sintetiza o momento vivenciado e a atuação enquanto protagonista social:

– Como teria dito Júlio Camargo, “a vida é uma viagem a três estações: ação, experiência e recordação”. Acredito ter passado pelas duas primeiras e no momento estou na transição da última estação de minha caminhada, durante a qual procurei semear para no fim poder colher os melhores frutos. Tive que fazer escolhas, romper obstáculos, esquecer e perdoar traições, assumir novos compromissos, lutar pela verdade e pela sobrevivência, sempre enfrentando difi­culdades sem, no entanto, esmorecer. Dediquei-me à vida acadêmica, à pesquisa, à produção de livros e à prática jornalística e ao ensino do Jornalismo, que estão diretamente relacionados com a defesa de uma cidadania plena no Brasil. Se tivesse que recomeçar novamente não hesitaria em escolher a mesma profissão, o Jornalismo, e a me dedicar ao ensino, pois um dos compromissos que tenho comigo mesmo é o de procurar fazer o que gosto, mas principalmente, gostar do que faço independente do que os outros achem. (MATTOS, 2015, p. 584)

Realização da conferência

A conferência é resultado da parceria entre o cientista social e jornalista Carlos Augusto, diretor do Jornal Grande Bahia e do publicitário Marcus Oliveira, diretor da Meio Comunicação. O evento contou com o apoio de Cristiane Peixinho, diretora da Mavic Comunicação, e do secretário de Comunicação de Feira de Santana, Valdomiro Silva.

*MATTOS, Sérgio. Vida Privada no Contexto Público. Salvador: Quarteto, 2015.

Confira imagens do evento

[wp-flowplus style=baseline]

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116883 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.